Verminosos por futebol




Deu a louca

10 loucuras do Campeonato Cearense

Como diz o jornalista Alan Neto, se o futebol cearense não existisse, precisaria ser inventado. Afinal, poucos estados registraram tantas […]

Como diz o jornalista Alan Neto, se o futebol cearense não existisse, precisaria ser inventado. Afinal, poucos estados registraram tantas situações inusitadas quanto o Ceará. Para mostrar isso, o Verminosos por Futebol lista as 10 maiores loucuras em 99 edições do Campeonato Cearense.

Acredite: tudo isso aconteceu! E, por sinal, três dessas histórias já foram contadas pelo Verminosos.

1) Almoço da pesada
Em 1º de abril de 1951, o Ceará perdeu um de seus maiores ídolos, o atacante Mitotônio, que passou mal em jogo do dia anterior contra o Gentilândia, no estádio Presidente Vargas. O jogador teve uma congestão, que gerou hemorragia, por ter almoçado panelada antes da partida.

2) O verdadeiro Íbis
O Nacional, clube que era mantido pelos Correios em Fortaleza, ficou cinco temporadas sem vencer, entre 1958 e 1962. Cinco anos depois a equipe foi extinta, por dificuldades financeiras.

3) Chilindró neles!
Todo o time do Ferroviário foi preso, em 1948, por se retirar de campo em jogo contra o Fortaleza, ao discordar de decisões do árbitro. Os jogadores andaram em fila indiana até a delegacia, mas em seguida acabaram liberados.

4) Parece piadaleia matéria do Verminosos
Poucos estaduais já tiveram tantos jogadores com apelidos engraçados: Buceteiro; Cabaço, Chibata, Cu de Rã e Fedorento; Horroroso, Já Morreu e Nojento; Tenebroso, Três Orelhas e Zé Bosta.

5) Madeeeira!
Três vezes o antigo alambrado do PV veio abaixo, sempre por culpa da torcida do Fortaleza. Em 1971, na final do Cearense, por insatisfação com o título do Ceará. Em 1973, em protesto contra o árbitro em jogo contra o Calouros do Ar. E, em 2000, na final do 2º turno contra o Itapipoca.

6) Para nossa alegrialeia matéria do Verminosos
Em 1987, um torcedor do Fortaleza promoveu um strip-tease de algumas amigas, para atrair público a um jogo contra o Quixadá, no PV. Apesar da empolgação da torcida, o caso repercutiu negativamente, e quase o organizador acabou preso.

7) 12º jogador
Na final do 1º turno do Cearense de 2000, o massagista Raimundo Sabino da Silva, do Juazeiro, entrou em campo e impediu que a bola entrasse no gol vazio, em chute de Valdeir, do Ceará. Isso não evitou a vitória alvinegra por 3 a 1, no Castelão.

8) Setor das Redesleia matéria do Verminosos
No Cearense de 2007, um torcedor do Ceará assistiu ao clássico contra o Ferroviário deitado numa rede, que estendeu nos pilares da arquibancada do Castelão. A foto registrada por um fotógrafo se tornou uma das mais célebres dos 40 anos do estádio.

9) Esse cara sou eu
Um jogo do Estadual de 2011 não foi realizado por decisão do prefeito de Nova Russas, Marcos Alberto. Ele se irritou ao saber que a partida entre Boa Viagem e Crato, que ocorreria no estádio Mourãozão, teria de ser realizada sem público, por falta de laudos de segurança. A reação dele lembrou o tempo dos coronéis.

10) A taça é minha!
A taça do Cearense de 2012 faz parte da decoração da casa do advogado Érico Silveira. Ele arrematou o troféu em leilão, realizado em virtude da decisão do Ceará de recusar a premiação. O clube alegava que a federação tinha interesse no título do Fortaleza. A taça acabou comprada pelo torcedor alvinegro pelo lance mínimo, R$ 5 mil.


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: