Verminosos por futebol




Deu a louca

Atletas do Floresta relatam surpresa após serem chamados para ver “orientação” de Ceni

A situação repercutiu graças à atitude receptiva de Rogério Ceni à “espionagem” adversária

A cena inusitada foi captada pela transmissão do jogo (Foto: Esporte Interativo)
A cena inusitada foi captada pela transmissão do jogo (Foto: Reprodução/Esporte Interativo)

O jogo entre Fortaleza e Floresta, que definiu a classificação do Tricolor do Pici para a final do Campeonato Cearense de 2018, no último domingo (1), marcou uma cena inusitada. Jogadores do Verdão da Vila tentavam espiar orientações do técnico Rogério Ceni a seus atletas, e foram chamados para conferir a prancheta. A situação, claro, ainda causa surpresa aos “espiões”.

“Eu cheguei primeiro, bem devagar para não gerar a atenção. Pensei que Rogério ia pedir para os jogadores fazerem uma barreirinha, mas ele fez foi chamar a gente para ver tudo, apontando para o Danrley, que apareceu logo depois”, relata Bruno Ocara.

O lance aconteceu aos 6min do 2º tempo. No momento, o Fortaleza vencia por 2 a 0, e enquanto seu goleiro Matheus Inácio recebia atendimento, Rogério Ceni aproveitou para passar uma orientação ao meia Alípio e ao lateral-esquerdo Bruno Melo.

O lateral-direito Danrley e o volante Bruno Ocara, que marcavam os tricolores, cumpriram a missão ao pé da letra. “Rogério queria que o Alípio puxasse a bola para o meio, levando a minha marcação junto, para abrir espaço para o Bruno Melo atacar livre pela lateral”, conta Danrley, sobre o que ouviu.

“Pensei que Rogério ia pedir para os jogadores fazerem uma barreirinha, mas ele fez foi chamar a gente para ver tudo”. (Bruno Ocara)

Sabendo então a estratégia tricolor, Danrley e Bruno Ocara fizeram seu próprio acerto. Quando houvesse a movimentação dos jogadores do Fortaleza, eles trocariam de marcação.

“A gente não é nem besta. Depois que soubemos o que Rogério queria, fizemos diferente. Bruno Ocara é que pegou o Alípio, e eu acompanhei o Bruno Melo”, revela Danrley.

Para a dupla de marcadores, a espionagem deu resultado. “Não teve mais nenhuma jogada deles que desse certo naquela posição”, avalia Bruno Ocara. Depois, o Floresta chegou a diminuir o placar para 2 a 1, aos 25min, mas um gol de pênalti do Fortaleza, aos 38min, sepultou qualquer reação. “Aí, matou a gente”, sacramenta o volante.

Leia outras matérias sobre o Floresta, novato no Campeonato Cearense

Rogério Ceni e Bruno Melo, que chega a rir no lance, foram procurados pelo Verminosos por Futebol para comentar a situação. Porém, eles não foram escalados para entrevistas na volta aos treinos nesta terça-feira (3), por ser véspera do primeiro jogo da final do Campeonato Cearense, contra o Ceará.

Foi a primeira vez em que os dois jogadores do Floresta se aproximaram tanto de um técnico adversário enquanto passava orientações a seus atletas, admitem Danrley e Bruno Ocara. “Foi engraçado”, ambos dizem. Pelo visto, não será a última.

Veja a situação inusitada:


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: