Verminosos por futebol




Deu a louca

Autônomos FC prega democracia na várzea

O futebol prega ser esporte democrático. Na várzea paulistana, há um time que leva essa máxima ao pé da letra. […]

Autonomos-FC-destaque
O Autônomos FC, de São Paulo, é um time amador de ideologia única no Brasil (Fotos: Divulgação)

O futebol prega ser esporte democrático. Na várzea paulistana, há um time que leva essa máxima ao pé da letra. É o Autônomos FC, de ideologia única nos campos brasileiros. Fundada por punks e anarquistas em 2006, a equipe é crítica da mercantilização do futebol profissional e amador.

Em seu site, o Autônomos se define como “autogestionário, anti-racista e anti-fascista”. Atualmente, o perfil dos jogadores é mais aberto, mas a bandeira apartidária e o ideal de horizontalidade permanecem os mesmos. Não há diretoria e hierarquia – até o e-mail com essa entrevista foi respondido em grupo, com todos opinando.

Autonomos-FC-destaque-2
O Autônomos FC já disputou a Copa do Mundo e a Copa América de futebol alternativo, com times de ideais parecidos, na Inglaterra e Argentina

“Presidente não precisamos, porque dividimos as tarefas. Dá trabalho, tem conflitos internos, mas é mais uma experiência do que um fato consumado. É difícil equalizar o coletivo e o individual, mas vamos caminhando”, explica Danilo Cajazeira, o Mandioca.

Ele foi um dos idealizadores, ao lado de Maurício Noznica, que hoje está afastado. O time foi formado por jogadores que disputavam um torneio de futsal aberto de São Paulo, misto e sem juízes, a Copa Autonomia. Atualmente, o Autônomos conta com 50 jogadores, em dois times masculinos e um misto.

Se são bons de bola ou não, a semelhança entre eles é o engajamento político. Para além do futebol, o Autônomos atua em movimentos como Comitê Popular da Copa, que trata das consequências do Mundial em São Paulo, do Desentorpecendo a Razão, que defende a legalização de drogas, e de coletivos populares de luta por moradia e passe-livre no transporte público.

Autogestionário, anti-racista e anti-fascista”. É como se define o Autônomos FC.

Mas a razão de ser, claro, é o futebol. Os jogos do Autônomos são realizados num Centro Desportivo Municipal (CDM), chamado Bento Bicudo, o Bicudão, no bairro da Lapa. A equipe disputa a Copa Autonomia e ajudou a fundar a Liga Alternativa, com outros times de valores parecidos. Entre seus simpatizantes está o cantor francês Manu Chao, que já fez show em São Paulo vestido com a camisa rubro-negra.

Autonomos-FC-Manu-Chao
O cantor francês Manu Chao está entre os simpatizantes do Autônomos FC

Essa fama levou o Autônomos a disputar duas vezes a Copa do Mundo de Futebol Alternativo, em 2012 e 2013, na Inglaterra. Em ambas, o time caiu nas quartas-de-final. Já na Copa América, os brasileiros foram campeões em 2012 e acabaram eliminados nas quartas em 2013, sempre na Argentina.

“Na Inglaterra, aprendemos coisas demais, em termos de organização e de futebol mesmo, ficando em casas ocupadas, conhecendo times e coletivos de diversas cidades, países e causas”, lembra Danilo.

Foi daí que surgiu a ideia da sede própria, a Casa Mafalda, na Lapa, palco de palestras e debates. A biblioteca do espaço foi batizada de Sócrates Brasileiro, líder da Democracia Corintiana, caso de autogestão histórico da década de 1980. “Se contribuímos ou contribuiremos com o futebol brasileiro, só o tempo pode dizer, mas acho que as pequenas coisas que realizamos foram bastante significativas pra quem enxerga o futebol como prática popular e social”, comenta Danilo.

Se você aprovou a ideia do Autônomos e gostaria de integrá-lo ou pelo menos ajudá-lo, saiba que é possível comprar a camisa rubro-negra. Ela custa R$ 40 (de linha) e R$ 45 (de goleiro), e o lucro é revertido para a equipe. As finanças do Auto, por sinal, são divulgadas em seu site. Transparência que deveria servir de exemplo para inúmeros clubes profissionais brasileiros.

O futebol, na prática amadora, nunca vai perder a sua essência. Na prática profissional virou um negócio, mas nas torcidas ainda resiste a alma do esporte. Ali aprendemos sobre a vida, a história e o que é uma comunidade, contamos e ouvimos relatos do passado, é uma experiência que em outras esferas do cotidiano quase não se acha mais. Um esporte que mobiliza massas e envolve paixões, o futebol pode ser tanto uma ferramenta pra construir relações sociais quanto uma ferramenta totalitária pra oprimir e controlar. Cabe encontrar os caminhos de subverter a ordem que se empurra goela abaixo hoje em dia, tanto dentro quanto fora do jogo”. Danilo Cajazeira, o Mandioca.

Site e contatos do Autônomos:
www.autonomosfc.com.br / Facebook do time / autonomosfc@gmail.com

Como encomendar camisa do Autônomos:
bpalanti@gmail.com

Clipe do Autônomos FC:

Reportagem sobre o Autônomos FC:

autonomosfc@gmail.com


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: