Verminosos por futebol

Classic Football Shirts

Deu a louca

Colecionador tem 2.353 livros de futebol

Muito verminoso por futebol tem um cômodo da casa onde guarda suas tranqueiras. Para o paulistano José Renato Sátiro Santiago Júnior, 42, só isso não era suficiente. Era preciso de uma casa. Também, pudera. Dono da maior coleção de livros sobre futebol no Brasil, ele guarda 2.353, além de 15.532 revistas e 2.969 jornais – […]

Coleção tem 2.353 livros, 15.532 revistas e 2.969 jornais, de 46 países (Foto: Arquivo pessoal)
Coleção tem 2.353 livros, 15.532 revistas e 2.969 jornais, de 46 países (Foto: Arquivo pessoal)

Muito verminoso por futebol tem um cômodo da casa onde guarda suas tranqueiras. Para o paulistano José Renato Sátiro Santiago Júnior, 42, só isso não era suficiente. Era preciso de uma casa. Também, pudera. Dono da maior coleção de livros sobre futebol no Brasil, ele guarda 2.353, além de 15.532 revistas e 2.969 jornais – acervo que contempla 46 países.

Esse museu particular, de valor inestimável, fica em Mairiporã, na Grande São Paulo. Engenheiro e autor de oito livros, José Renato vive na capital, mas se desloca no fim de semana para a residência, onde mantém o arquivo que acumulou em toda a vida. “Já li 70% dos livros”, garante José Renato.

O acervo possui raridades como um livro sobre a Copa Rio Branco de 1932, de Mário Filho. Entre os estrangeiros, existem produções até em idiomas orientais. Mas o seu xodó é a coleção completa da Gazeta Esportiva, jornal que circulou em São Paulo entre 1947 e 2001.

Muitos artigos exigiram algum dinheiro ou jogo de cintura para adquiri-los. “Tenho um poster do Ferroviário que demorou três anos até o dono da budega tirar da parede e me dar”, relembra.

Manter o arquivo na segunda casa é uma forma de driblar a marcação da esposa. “Mulher é o maior inimigo do colecionador”, brinca José Renato, que guarda mais de 400 revistas masculinas como Playboy. Por causa de entrevistas que tenham relação com futebol, esclarece o pesquisador. Sei…

José Renato é filho de família de origem cearense com forte relação com futebol. Fundador do Fortaleza, Alcides Santos foi seu tio avô. Fundador do Floresta, um dos times amadores mais tradicionais da capital do Ceará, Felipe Santiago foi seu avô. Seis tios foram jogadores com passagens por clubes como Ceará, Fortaleza e América, incluindo Fernando Sátiro, o mais talentoso, que começou no modesto Gentilândia e foi parar no São Paulo.

Todo esse amor por futebol acabou herdado naturalmente. Não bastassem os livros, José Renato coleciona ainda 450 camisas de times, compradas exclusivamente em visitas a cidades. “Hoje passo essa paixão para meus sobrinhos”, conta o pesquisador, que comanda o site Memória Futebol.

A ideia de José Renato é transformar o acervo em museu mantido pelo poder público. “No começo do ano contatei vários órgãos de todo o Brasil e não tive qualquer retorno”, lamenta. Por enquanto, o espaço segue fechado a visitação pública. Uma pena. Porque ele teria tudo pra virar um parque de diversões pra qualquer verminoso.

Livros de autoria do colecionador
– Os distintivos de futebol mais curiosos do mundo, de 2011 (co-autoria de Luiz Fernando Bindi)
– Buscando o Equilíbrio, de 2011 (co-autoria de Heródoto Barbeiro)
– Capital Intelectual – O Grande Desafio das Organizações, de 2007
– Campeonato Brasileiro de 1971 a 2006, de 2007 – ESGOTADO
– Copas do Mundo: Das Eliminatórias ao Título, de 2006 (co-autoria de Gustavo Longhi de Carvalho)
– Os arquivos dos Campeonatos Brasileiros, de 2006
– Gestão do Conhecimento – A Chave para o Sucesso Empresarial, de 2004
– Clubes do Futebol Brasileiro, de 2002 – ESGOTADO

// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: