Verminosos por futebol




Deu a louca

Garoto teve aniversário temático do Íbis

O menino é bisneto de Onildo Ramos, fundador do Íbis. E sobrinho do presidente Ozir Ramos Júnior

Davi Ramos, bisneto de fundador do Íbis, teve aniversário temático do clube (Foto: Acervo pessoal)
Davi Ramos, bisneto de fundador do Íbis, teve aniversário temático do clube (Foto: Acervo pessoal)

Davi pode dizer que teve um aniversário único. Nascido numa família de dirigentes, torcedores e jogadores do Íbis, o garotinho do Recife já é um pequeno fã do Pior Time do Mundo. E, em 2013, teve um privilégio, mesmo entre seus familiares: comemorou seus 3 anos com uma festa temática do modesto clube pernambucano, famoso internacionalmente.

O menino, hoje com 5 anos, é bisneto de Onildo Ramos, um dos fundadores do Íbis. É neto de Ozir Ramos, presidente de honra. E sobrinho de Ozir Ramos Júnior, atual presidente. “Como ele já falava em futebol, resolvi fazer uma homenagem ao clube. Foi uma festa genuinamente rubro-negra”, relembra o artista plástico Virgílio Ramos, pai de Davi.

“Resolvi fazer uma homenagem ao clube da família. Foi uma festa genuinamente rubro-negra”. (Virgílio Ramos, pai de Davi)

Onildo era funcionário da contabilidade da empresa Tecelagem de Seda e Algodão de Pernambuco em 1938, quando os funcionários montaram uma equipe de futebol. Assim, virou um dos fundadores do Íbis. Infelizmente, ele morreu sem ver a fama do clube, após a revista americana Time estampar, em 1984, que o retrospecto do Pássaro Preto era o pior do planeta.

A família Ramos teve fundador, presidentes e jogadores na história do Íbis (Foto: Acervo pessoal)
A família Ramos teve fundador, presidentes e jogadores na história do Íbis (Foto: Acervo pessoal)

“Nossa família tem muito orgulho do clube. Afinal, existem times de São Paulo e do Rio de Janeiro que, mesmo com grandes torcidas, não são tão conhecidos no exterior quanto o Íbis. O título de ‘Pior do Mundo’ virou nosso marketing”, descreve Virgílio, de 53 anos, ex-jogador dos juvenis do Íbis.

Na família, perde-se a conta de quantos parentes também vestiram o manto inglorioso. Até Ozir Ramos já entrou em campo, para completar o time. Hoje com 82 anos, sua casa no Recife constantemente recebe cartas do mundo afora pedindo camisas rubro-negras.

> LEIA TAMBÉM

Propaganda da confeitaria

O aniversário temático serviu também para divulgar os dotes de Virgílio e sua esposa Patrícia Fonseca, que têm uma confeitaria. Toda a decoração foi produzida por eles. “Até hoje, foi o único aniversário temático do Íbis na família. Mas estamos à disposição para outros”, avisa Virgílio.

Dois anos depois, a decoração rubro-negra agora adorna o quarto de Davi. “Ele gosta do Pássaro Preto, e começa a ter uma relação lúdica com o símbolo do Íbis”, orgulha-se Virgílio. “Meu filho gostou muito do aniversário temático”. Pelo jeito, parece que virão outros.

Clique no link e leia também:

Eu-vi-o-Ibis-ganhar-um-jogo
“Eu vi o Íbis ganhar um jogo”, diz Xico Sá


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: