Verminosos por futebol

https://goo.gl/HjLRc6

Deu a louca

Inglês tem camisas de 207 das 209 seleções

O colecionador passou a ter foco em camisas nacionais há somente cinco anos

Nick Warrick tem a coleção com maior número de seleções filiadas à Fifa (Foto: Acervo pessoal)
Nick Warrick tem a coleção com maior número de seleções filiadas à Fifa (Foto: Acervo pessoal)

Se a Fifa quiser fazer um dia uma exposição de camisas de seleções, basta acionar Nick Warrick. O inglês é considerado o dono do maior acervo do gênero em todo o mundo. Sua fantástica coleção conta com 207 das 209 equipes filiadas à entidade. Ao todo, são cerca de 700 blusas nacionais, exibidas em seu site, o Football Shirt World.

“É incrivelmente difícil conseguir algumas dessas camisas, porque a maioria dos países não as vende em lojas ou mesmo tem patrocinadores oficiais. Nesses casos, a única maneira para garanti-las é diretamente com jogadores ou funcionários das federações”, explica Nick, professor de 29 anos, da cidade de Peterborough.

> LEIA TAMBÉM

Colecionador desde a adolescência, o inglês passou a ter foco em camisas nacionais há cinco anos. Sua meta é reunir todas as equipes vinculadas à Fifa. Quem está mais próximo de sua marca são dois amigos da Alemanha e do Canadá. “Não conheço nenhum colecionador que tenha completado as 209”, indica.

No colecionismo de equipes nacionais, um grande desafio é não ser enganado ao comprar peças falsas, revela Nick. “Há um monte de gente passando adiante réplicas com emblemas das seleções”, alerta. No momento, ele busca as camisas de Mauritânia e Djibouti. “Acho que vou levar anos para conseguir versões oficiais”, arrisca.

Nick Warrick tem cerca de 700 camisas, de 207 das 209 seleções filiadas à Fifa (Foto: Acervo pessoal)
Nick Warrick tem 700 camisas, de 207 das 209 seleções filiadas à Fifa (Foto: Acervo pessoal)

“É incrivelmente difícil conseguir algumas dessas camisas, porque a maioria dos países não vende em lojas ou mesmo tem patrocinadores oficiais”. (Nick Warrick)

Entre as camisas difíceis de achar, por exemplo, Nick possui de Aruba, Bahamas, Montserrat, Ilhas Turcas e Caícos, Ilhas Virgens Britânicas, Santa Lúcia, Madagascar, Comores, Guiné Equatorial, Eritreia, Macau e Mongólia. “Se o país começa a vender camisas, elas já não serão mais raras”, constata o torcedor do Peterborough United.

Nick coleciona também muitas histórias curiosas sobre seu acervo. Ele já enviou produtos dermatológicos para um jogador do Butão, em troca de uma camisa. Ganhou o manto do Tajiquistão depois de mandar uma biografia de Tinie Tempah. E recorreu a um membro da Câmara de Lordes para entrar em contato com a Embaixada Britânica em Montserrat.

> LEIA TAMBÉM

Logicamente, é preciso abrir bem a carteira para cultivar um hobby como esse. A camisa mais cara da coleção foi comprada por 300 euros, cerca de R$ 1.000. A fonte foi um jogador de Eritreia que aproveitou uma partida fora de casa para fugir da guerra civil. Detalhe, vestido com a blusa da seleção. Por ironia, é uma Adidas fake, que de fato estava sendo utilizada pela equipe.

Não bastasse esse acervo de camisas Fifa, Nick tem ainda peças de cerca de 50 seleções não-Fifa, filiadas a entidades alternativas como a NF-Board e ConIFA. Outra marca absurda para colecionadores. “Mas eu nunca tive intenção de me concentrar nessa especialidade”, minimiza. Bem, imagina se tivesse.

Veja a coleção de Nick Warrick:
www.footballshirtworld.co.uk/blog
www.footballshirtworld.co.uk/shop
twitter.com/FSWorldUK

8 camisas raras da coleção:

  • Botswana 2012 – fora de casa
  • Madagascar 2011 – casa
  • Mongólia – casa
  • Motserrat 2012 – casa
  • Ilhas Virgens Britânicas 2013 – casa
  • Ilhas Turcas e Caícos 2008-10 – fora de casa
  • Guiné Equatorial 2011 – casa
  • Bahamas 2004 – casa

Clique no link e leia também:

Colecionador-tem-camisa-ate-do-Vaticano
www.verminososporfutebol.com.br/deu-a-louca/colecionador-tem-camisa-ate-do-vaticano


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: