Verminosos por futebol

https://goo.gl/HjLRc6

Deu a louca

Real Gothic Brasil: 1º time de góticos do país

O cabelo, a maquiagem, o uniforme, a formação unissex… Tudo chama a atenção no time

Fundado em 2012, o Real Gothic Brasil reúne góticos fãs de futebol de São Paulo (Foto: Divulgação)
Criado em 2012, o Real Gothic Brasil reúne góticos fãs de futebol de São Paulo (Foto: Divulgação)

Quando eles entram em quadra, é difícil não ficar boquiaberto. O cabelo, a maquiagem, o uniforme, a formação unissex… Tudo chama a atenção no Real Gothic Brasil, o primeiro time de futebol de góticos do país. Criada em 2012, a equipe entrou em cena para reunir pessoas com esse gosto comum em São Paulo.

De lá pra cá, cerca de 10 amigos se tornaram assíduos nas partidas, geralmente realizadas em quadras, em virtude da quantidade de jogadores disponíveis. “Eventualmente também jogamos futebol soçaite e de campo. A meta para esse ano é fazer um jogo por mês”, pontua Guilherme Freon, fundador e capitão do Real Gothic Brasil.

> LEIA TAMBÉM

O time foi inspirado no Real Gothic da Inglaterra, o primeiro do gênero no mundo, fundado em 2004. A relação entre ambos é de parceria, sendo o brasileiro a única versão estrangeira dos ingleses. Nunca houve um jogo entre os góticos, mas já aconteceram intercâmbios.

Mason Von, jogador da equipe inglesa, já atuou três vezes pelo Real Gothic Brasil, em viagens ao país. “Um jogo entre os dois times seria incrível, mas difícil, devido aos altos custos que isso envolve. Mas espero um dia poder visitá-los e jogar na Inglaterra”, torce Freon.

Real Gothic Brasil é um time unissex, com homens e mulheres jogando juntos (Foto: Divulgação)
Real Gothic Brasil é um time unissex, com homens e mulheres jogando juntos (Foto: Divulgação)

A subcultura gótica, ou darkwave, teve início no Reino Unido, entre as décadas de 1970 e 1980, como gênero pós-punk. Atualmente há subdivisões, mas em geral elas têm em comum um apreço pela estética (sobretudo as roupas pretas) e o gosto pela atmosfera sombria.

O visual dark do Real Gothic Brasil gera olhares de estranhamento. Mas não só isso. Desde o surgimento, a equipe conta com uma mulher, Taís Pandora. Depois, chegou mais uma, Aline Casper. E agora há outras duas. “O fato de sermos um time unissex provoca estranhamento, assim como nosso estilo. Mas nossa proposta é derrubar esses tabus”, indica Freon.

Não que seja fácil. Por exemplo, já houve algumas situações delicadas. “Lembro de um jogo, bem no início do time, em que fomos bastante ridicularizados e hostilizados pelos adversários, principalmente pela torcida, com comentários homofóbicos e machistas. Recentemente, em um jogo-treino, um cara se recusou a jogar em ‘time que tem mulher'”, relata.

“O fato de sermos um time unissex provoca estranhamento, assim como nosso estilo. Mas nossa proposta é derrubar esses tabus”. (Guilherme Freon)

O Real Gothic Brasil já participou de um campeonato, a Copa Rebelde, que reuniu coletivos que questionavam os abusos da Copa do Mundo de 2014. Isso incentivou o time a promover em breve seu próprio torneio: a Copa Morcego. Nome mais inusitado, impossível! E uma boa alternativa para reforçar o elenco.

Simpatizante de subculturas próximas aos góticos, como metal, black metal e rock alternativo, o Real Gothic está aberto a novos jogadores. “Acredito que existam muitos góticos que gostam de futebol, mas que ainda não nos conhecem. Por isso, toda divulgação é essencial”, comenta Freon. Quem sabe, já já vai ser preciso migrar da quadra para os gramados.

Real Gothic Brasil: Site | Facebook

Gostou da camisa do Real Gothic Brasil? Ela custa R$ 30. Encomendas pelo email: realgothic_brasil@hotmail.com.

Simpatizante de subculturas próximas aos góticos, o Real Gothic está aberto a novos jogadores (Foto: Divulgação)
Simpatizante de subculturas próximas, o Real Gothic está aberto a novos atletas (Foto: Divulgação)

Clique no link e leia também:

10-times-bem-alternativos-da-Inglaterra
10 times (bem) alternativos da Inglaterra


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: