https://goo.gl/HjLRc6

Deu a louca

Torcedores do Ceará andam 110 km após promessa

Você andaria mais de 100 quilômetros para agradecer por um “não rebaixamento”
Postado por Rafael Luis Azevedo - 18/fev/2016
Cinco torcedores do Ceará caminharam de Fortaleza a Canindé para cumprir promessa (Foto: Reprodução)

Cinco torcedores do Ceará caminharam de Fortaleza a Canindé após promessa (Foto: Reprodução)

Matéria de Carlos Henrique Costa e Thiago Alves, do blog Apita o Árbitro.

A que ponto você, torcedor, chegaria por amor ao seu time? Você andaria mais de 100 quilômetros para agradecer por um “não rebaixamento”? Essa loucura foi cumprida por cinco amigos da capital cearense: Marcelo Mesquita, Alberto Vieira, Thiago Barroso, Willame Martins e Anderson Firmino.

Foram exatamente 110 km a pé, de Fortaleza a Canindé, para cumprir a promessa que fizeram na temporada 2015. Os Assalariados Alvinegros decidiram que, se o Ceará saísse da complicada situação, missão essa considerada pela esmagadora maioria como impossível e que foi devidamente cumprida na última rodada da Série B, na vitória por 1 a 0 contra o Macaé, eles iriam caminhando até o município da região central do estado.

“Começamos o percurso no início da noite de uma sexta-feira. Foi o trecho mais longo e mais cansativo. Paramos para jantar às 2h da manhã, e por isso ficamos muito cansados”, relembra Alberto Vieira, dentista que foi um dos organizadores da façanha.

Foram 110 km a pé, de Fortaleza a Canindé. E parte do percurso foi acompanhado por cadela (Foto: Reprodução)

Foram 110 km a pé, até Canindé. Parte do percurso foi acompanhado por cadela (Foto: Reprodução)

De cara, a metade do percurso foi cumprida. A cada 7 km, os cinco amigos paravam em casebres abandonados, ou até mesmo em um recuo da rodovia, para recarregar as energias, hidratar-se e lanchar. Toda a logística era realizada pelas pessoas que se encontravam em dois carros de apoio, que já os esperavam nos locais demarcados previamente.

“Foi algo que nós nunca vamos esquecer. Tudo pelo Ceará ter finalizado o ano de 2015 na Série B”, destaca Amanda Vieira, filha de Alberto, que estava em um dos carros de apoio.

> LEIA TAMBÉM

No segundo dia de caminhada, quando os amigos percorreram mais 36 km, eis que aparece uma companhia para os cinco amigos. A cadela Marcinha seguiu o grupo por 20 km. “Ela sempre ia na frente, quando se afastava muito, olhava pra trás e esperava”, relata o servidor público Marcelo Mesquita.

Após mais 20 km percorridos, o grupo chegou a Canindé às 21h do domingo, com um sentimento de fé e agradecimento. “Missão cumprida pelo Vozão e missão cumprida pela gente. Nosso santo foi forte”, comemora Alberto. Quem ama o seu time é capaz de fazer qualquer coisa.

Leia a versão original do texto:
tribunadoceara.uol.com.br/blogs/apita-o-arbitro

Clique no link e leia também:

Papo-com-a-Vovozete-Musa-do-Brasileirao
Papo com a vovozete Musa do Brasileirão

Conheça o autor

Compartilhe:

// Categorias

// histórico de publicações

Arquivos

https://goo.gl/HjLRc6




// As mais lidas

Http://www.AUTO-doc.pt

https://goo.gl/HjLRc6