Verminosos por futebol




Jogo lúdico

Liga Parapolau: O campeonato que só existe na mente de seu criador

Jogador de videogame cria todo um universo paralelo em campeonato fictício

Fábio Fernandes comanda a Liga Parapolau, que hoje existe num PES 2014 em seu PSP (Foto: Acervo pessoal)
Fábio Fernandes comanda a Liga Parapolau, que existe num PES 2014 em PSP (Foto: Acervo pessoal)

Desde 2001, o campeonato de futebol que mais importa a Fábio Fernandes não é o brasileiro, nem um estrangeiro. Há 17 anos, ele comanda a Liga Parapolau, um torneio fictício que só existe em sua mente, transportado para videogames, cadernos e agora uma fanpage. Virou seu hobby, de quem o criador fala com paixão.

A Liga Parapolau reúne 57 times, em três divisões. Cada um com uniforme, escudo e cores próprias, e com elencos também inventados. Todo esse universo paralelo, desconhecido do mundo do futebol, foi idealizado por Fábio quando tinha 15 anos. Hoje, aos 32 anos, ele dedica diariamente algumas horinhas ao seu campeonato preferido.

“Tudo começou no Fifa 2000, no qual eu editava os times que iam nascendo na minha cabeça. Defino a Liga Parapolau como uma válvula de escape pessoal, de como eu gostaria que fosse o futebol. Mesmo sabendo que é uma liga fantasia que só acontece na minha cabeça”, explica Fábio, baiano radicado em São Paulo.

O nome da liga fictícia é inspirado na comunidade de Paraisópolis, onde o criador vive desde a infância. “Sempre imaginei Parapolau como um país dividido em estados e com histórias próprias”, conta Fábio, torcedor do Palmeiras que trabalha com prevenção de perdas.

“Defino a Liga Parapolau como uma válvula de escape pessoal, de como eu gostaria que fosse o futebol”. (Fábio Fernandes)

Depois do Fifa 2000 no PlayStation (PS1), o criador levou sua liga para o Fifa 2005 e o PES 2010 no PS2, e hoje o torneio reside num PES 2014 no PSP. “Todos os clubes e uniformes estão enumerados, num campeonato como na vida real, com transferências e calendários bem definidos”, destaca Fábio, que joga três ou quatro rodadas nas horas vagas.

A Liga Parapolau reúne 57 times fictícios, em três divisões (Foto: Acervo pessoal)
A Liga Parapolau reúne 57 times fictícios, em três divisões (Foto: Acervo pessoal)

Calendário pra valer

A Liga Parapolau começou em 2001 e já está na temporada 2058. É dividida nas Ligas 1, 2 e 3 (pontos corridos), Copa Federação (mata-mata) e Copa Rholim (fase de grupos e mata-mata), e os maiores clubes são Via Láctea, Celeste e São Pedro. Ao menos 18 equipes nunca saíram da 3ª divisão, calcula o criador.

Para cuidar de toda essa estrutura, Fábio dedica mais tempo editando os times do que jogando. “Quando acaba a temporada, preciso refazer os uniformes, patrocínios, atualizar os clubes que caíram ou subiram de divisão e aposentar jogadores. Só aí começa o ano seguinte”, aponta. “Dá trabalho!”

Desde 2016 a liga possui uma fanpage. Fábio faz postagens sobre os resultados, usando fotos de clubes reais que se parecem com as equipes de Parapolau. No momento desta entrevista, a página tinha somente três curtidas. “Dois são amigos e o outro eu não conheço”, diverte-se. O autor do Verminosos por Futebol virou um quarto membro.

Fábio Fernandes dedica mais tempo editando do que jogando a liga (Foto: Acervo pessoal)
Fábio Fernandes dedica mais tempo editando do que jogando a liga (Foto: Acervo pessoal)

“Quando acaba a temporada, preciso refazer os uniformes, patrocínios, atualizar os clubes que caíram ou subiram de divisão e aposentar jogadores. Só aí começa o ano seguinte”.

Apenas três amigos sabem sobre a particularidade de Fábio. “Washinton diz que eu sou louco, e até me chama de Parapolau. Thiago e Wesley me dão dicas e têm até seus clubes de coração”, ri. A esposa, com quem tem uma filha de 3 anos, não faz ideia de tudo isso. “Ela vê eu jogando o PSP às vezes e nem questiona minhas loucuras”.

O sonho de Fábio é um dia poder fazer as 57 camisas dos times de Parapolau para uso pessoal. “Quem sabe não ganho na Mega-Sena”, arrisca ele, apaixonado por sua criação. “Gosto de mostrar que é possível jogar além de um Real Madrid x Barcelona, por exemplo, e que cada pessoa tem a capacidade de criar um universo futebolístico à parte”. Sim, o dele é de tirar o chapéu!

Serviço

Facebook da Liga Parapolau


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: