https://goo.gl/HjLRc6

Na geral

Verminosos vira tema de monografia

Monografia de conclusão de curso de Jornalismo avalia nossa linha editorial
Postado por Rafael Luis Azevedo - 09/jun/2016
André Almeida estudou o Verminosos na conclusão de curso de Jornalismo (Foto: Reprodução)

André Almeida estudou o Verminosos em curso de Jornalismo (Foto: Reprodução)

O Verminosos por Futebol virou tema de estudo acadêmico. Nesta quarta-feira (8), o cearense André Almeida apresentou como conclusão do curso de Jornalismo na Faculdade 7 de Setembro (FA7), de Fortaleza, um trabalho sobre nossa série de reportagens sobre futebol de subúrbio.

A monografia “Webjornalismo esportivo: Uma análise da série Futebol de Raiz, do site Verminosos por Futebol” avalia nossa linha editorial. No foco, as três primeiras reportagens da série sobre futebol amador, publicadas em 2015. O trabalho teve orientação do professor Miguel Macedo.

> CONFIRA AS REPORTAGENS DA SÉRIE ‘FUTEBOL DE RAIZ’

“O estudo abre os olhos pra quem quer ver o jornalismo de forma diferente, sobretudo o esportivo. O leitor está muito acostumado a consumir o factual dos times. Quando se depara com um trabalho desses, diferenciado, acha interessante”, destaca André Almeida, repórter do jornal O Povo.

A primeira reportagem da série Futebol de Raiz, sobre a história de um cego técnico de time amador da cidade, já havia sido eleita a melhor de esportes no Nordeste em 2015, no Prêmio Petrobras de Jornalismo. Agora, o interesse da academia é outro reconhecimento ao nosso trabalho.

Confira abaixo entrevista com o autor.

André Almeida estudou o Verminosos na conclusão de curso de Jornalismo (Foto: Reprodução)

André Almeida, de 22 anos, é repórter de esportes do jornal O Povo (Foto: Divulgação)

“Jornalismo que vai além dos limites do factual”

Verminosos por FutebolPor que estudar o Verminosos?
André Almeida – Quando fui escolher o tema que ia abordar na minha monografia, pensei que deveria ser algo que me desse prazer em pesquisar, que eu realmente gostasse. Assim, faria com mais satisfação. Sempre gostei de jornalismo esportivo, e acompanho o trabalho do Verminosos há um bom tempo. É um estilo de jornalismo que me agrada, por trabalhar temas diferenciados, com histórias curiosas, que vão além dos limites do factual. É uma proposta de algo mais rebuscado e humanizado, que se aproxima do estilo literário. Mas sempre voltado para o futebol. Então vi que poderia fazer um estudo voltado pra isso: tentar destrinchar e caracterizar o estilo utilizado no site.

VerminososE por que essa série de reportagens em especial? 
André – A série aborda uma temática muito interessante: do futebol de subúrbio de Fortaleza. São muitas histórias curiosas nesse meio. Quando você começa vendo uma matéria como a do técnico cego, você sabe que virão outras seguindo o mesmo padrão. Então, quando comecei a acompanhar, me chamou atenção a forma como ela era feita, o estilo, a linguagem. E eu percebi que fazer uma análise disso seria muito legal, ainda mais por ser um tema inédito. Eu não queria só fazer qualquer trabalho, mas sim algo interessante, que tenha relevância e seja agradável a quem vá ler. Ter como foco de pesquisa um objeto que nunca foi analisado tornou o trabalho ainda mais desafiador e motivador.

Trabalho teve orientação de Miguel Macedo e banca com Dilson Alexandre e Eulália Camurça. E recebeu nota 10 dos professores (Foto: Verminosos por Futebol)

Trabalho teve orientação de Miguel Macedo e banca com Dilson Alexandre e Eulália Camurça. E recebeu nota 10 dos professores (Foto: Verminosos por Futebol)

“É uma proposta de algo mais rebuscado e humanizado, que se aproxima do estilo literário”.

Verminosos – O que você constatou no trabalho?
André – Pude caracterizar o estilo de reportagem utilizado, relacionando a parte teórica de jornalismo humanizado e romance-reportagem, tendo como base as referências bibliográficas selecionadas, com os conceitos que são postos em prática nas reportagens da série. Observando o padrão dos textos, é possível perceber como eles fogem das amarras do jornalismo convencional, que propõe que o texto seja escrito seguindo o lead tradicional. O Verminosos e a série Futebol de Raiz rompem com isso. Ele propõe um conceito de maior liberdade criativa ao jornalista, ao mesmo tempo que exerce cidadania e potencializa os recursos do jornalismo.

Verminosos – O que o estudo ajudaria quem está na faculdade ou mesmo quem já está no mercado?
André – Ele abre os olhos pra quem quer ver o jornalismo de forma diferente, sobretudo o esportivo. O leitor está muito acostumado a consumir o factual dos times, ver resultados de jogos… Quando se depara com um trabalho desses, diferenciado, acha interessante. O estudo se aprofunda nessa proposta, e pode servir como base para outros estudos futuros, que tenham interesse em analisar temas semelhantes. Ou simplesmente serve como leitura também pra quem gosta e pretende entender melhor a proposta do site Verminosos por Futebol e da série Futebol de Raiz.

> Mesmo jovem, com 22 anos, André Almeida já atua no mercado há dois anos e meio, tendo experiência como produtor da TV Cidade/Record e repórter e comentarista no Grupo O Povo.

Clique no link e leia também:

Verminosos vence Prêmio Petrobras de Jornalismo

Conheça o autor

Rafael Luis Azevedo

O jornalista Rafael Luis Azevedo, 34 anos, é editor do site Verminosos por Futebol desde 2012. É também coordenador do portal Tribuna do Ceará, e teve passagens por jornal O Povo, O Povo Online e TVs Jangadeiro/SBT, O Povo/Cultura e Cidade/Record. Já fez reportagens para as revistas Four Four Two (ING), So Foot (FRA), Courrier International (FRA) e Placar, os sites BBC Brasil, Vice e Agência Pública e as TVs France 2 (FRA), France 24 (FRA) e Fusion (EUA). Já venceu 21 prêmios de jornalismo, incluindo Esso, Embratel e Petrobras, cobriu duas Copas do Mundo in loco e foi co-autor de livros sobre o Ceará e o estádio Presidente Vargas.

Compartilhe:

// Categorias

// histórico de publicações

Arquivos

https://goo.gl/HjLRc6



// As mais lidas

Http://www.AUTO-doc.pt

https://goo.gl/HjLRc6