Verminosos por futebol

https://goo.gl/HjLRc6

Olho no lance!

Jogo que o Flamengo sentou ganha música

Existem várias músicas sobre clubes de futebol, mas sobre uma partida específica são poucas. Um jogo folclórico entre Botafogo e Flamengo, que completou 70 anos no dia 10 de setembro de 2014, ganhou uma música para contar a sua história. O Jogo do Senta, como está sendo chamado, realizado em 1944, teve vários ingredientes para […]

O Jogo do Senta, duelo folclórico entre Botafogo e Flamengo de 1944, virou samba (Foto: Divulgação)
Jogo do Senta, duelo folclórico entre Botafogo e Flamengo de 1944, virou samba (Foto: Divulgação)

Existem várias músicas sobre clubes de futebol, mas sobre uma partida específica são poucas. Um jogo folclórico entre Botafogo e Flamengo, que completou 70 anos no dia 10 de setembro de 2014, ganhou uma música para contar a sua história.

O Jogo do Senta, como está sendo chamado, realizado em 1944, teve vários ingredientes para se tornar histórico. Do lado do Botafogo, o craque Heleno de Freitas. Do lado do Flamengo, Zizinho, Jayme de Almeida, Pirilo e o técnico Flávio Costa.

Mas quem foi o protagonista foi Geninho, atacante que faria seu último jogo naquele dia e depois partiria com o Exército para a 2ª Guerra Mundial. Geninho foi quem marcou o gol que causou a maior polêmica.

O Samba do Senta foi composto pelo botafoguense Wesley Machado e ganhou vida na voz do vascaíno Serginho Pagodinho (Foto: Divulgação)
O Samba do Senta, composto por Wesley Machado, ganhou clipe (Foto: Divulgação)

Na época, as redes das balizas eram as conhecidas véu de noiva. A bola chutada pelo atacante do Botafogo teria batido do lado de dentro da trave e voltado para fora, o que causou o protesto dos jogadores do Flamengo.

Os dirigentes rubro-negros orientaram seus atletas para que não dessem a saída na bola e sentassem em campo. O jogo foi parado aos 31 minutos do 2° tempo com o placar em 5 a 2 para o Botafogo.

> LEIA TAMBÉM

O compositor Wesley Machado, de Campos dos Goytacazes, terra de bambas como Wilson Batista, flamenguista autor de várias músicas em que cita o time de coração, descobriu a história anos atrás.

“Li sobre esta história numa revista do Flamengo que li num barbeiro. O fato dos jogadores terem sentado em campo num jogo contra o Botafogo foi citado porque naquele ano o Flamengo se sagraria campeão”, conta Wesley.

No ano passado, a história voltou à tona com a ideia do Paulo Cézar Guimarães de escrever um livro sobre este jogo. “Foi aí que vi o nome do Jayme de Almeida na escalação e vim a descobrir que ele era pai do então técnico do Flamengo”, informa o compositor.

> LEIA TAMBÉM

Os botafoguenses, provocados pelo chororô do tempo de Cuca, já têm uma boa resposta sobre quem chorou primeiro (Foto: Divulgação)
Os botafoguenses, provocados pelo chororô desde o tempo de Cuca, já têm uma boa resposta sobre quem chorou primeiro (Foto: Divulgação)

O “Samba do Senta”, composto pelo botafoguense Wesley Machado, ganhou vida na voz do vascaíno Serginho Pagodinho. O flamenguista Luciano do Cavaco fez o arranjo. E outro vascaíno, Alberto Luiz, ajudou no coral

O clip foi gravado pela produtora Totall Comunicação no Buteco do Cabeça, de propriedade do botafoguense Edu Cabeça, ornamentado com artigos do Botafogo. A gravação teve as participações do fotógrafo Check, do árbitro de futebol Jamaica e das modelos Danielly Ribeiro e Steffany Souza.

A história voltou à tona com a ideia do Paulo Cézar Guimarães de escrever um livro sobre este jogo”. Wesley Machado, jornalista.

Os botafoguenses, provocados pelo chororô desde o tempo de Cuca, já têm uma boa resposta sobre quem chorou primeiro.

Confira o clipe do Samba do Senta:

Clique no link e leia também:

Top-11-dos-100-anos-do-futebol-na-musica
www.verminososporfutebol.com.br/dica-cultural/top-11-dos-100-anos-do-futebol-na-musica


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: