https://goo.gl/HjLRc6

Papo sério

Conheça os times e estádios de Manaus

Manaus é uma das cidades do país com maior número de clubes profissionais
Postado por Rafael Luis Azevedo - 26/fev/2015
Nacional e Rio Negro, os mais tradicionais dentre os 12 times de Manaus (Foto: Michael Dantas/Divulgação)

Nacional e Rio Negro, os mais tradicionais dentre os 12 times de Manaus (Foto: Michael Dantas)

Dentre os campeonatos estaduais com pelo menos 10 clubes, nenhum terá em 2015 um número de participantes da capital pelo menos igual ao do interior. Exceto o Amazonense, onde existem cinco times de Manaus, incluindo dois centenários. Essa representatividade, característica no também centenário Barezão, garante um charme ao futebol local que se perdeu em diversas capitais, em que equipes tradicionais foram ofuscadas pelo dinheiro farto de prefeituras e de empresários.

Na 1ª divisão de Amazonas, estão os três mais tradicionais do futebol estadual (Nacional, Rio Negro e Fast), um quase centenário que se tornou forte no fim do século passado (São Raimundo) e um clube de empresários recém-fundado (Manaus). Já a 2ª divisão conta com outros dois times da cidade, sendo um deles bicampeão estadual (o Sul América, além do Tarumã).

América, Cliper e Libermorro, três equipes da capital tradicionais, estão licenciadas. Há ainda dois times profissionalizados neste século, mas que se encontram afastados: ASA e Nilton Lins. Portanto, existem 12 clubes em Manaus. E poderiam ser mais, caso Olímpico e Compensão, que disputaram o Amazonense na década passada, não tivessem extinto o futebol profissional em definitivo.

“Durante muito tempo o campeonato não contou com times do interior, por não terem condições financeiras de viajar pelos rios e porque não existiam estradas. Só mudou em 1980, com Olaria (de Humaitá) e Penarol (de Itacoatiara). De 1987 em diante, as possibilidades melhoraram, porque já havia estradas ou barcos”, explica Carlyle Zamith, que mantém o site Baú Velho.

> LEIA TAMBÉM

Quais torcidas são as maiores?

O número de clubes em Manaus só é comparável, no país, a Rio de Janeiro e Belém. No entanto, eles sofrem com a preferência cultural dos manauaras pelo futebol carioca. Segundo estudo do Instituto de Pesquisa do Norte (Ipen) feito em 2012, 76% torcem por times do Rio de Janeiro, 50% acompanham equipes de São Paulo e 50% estão ligados a clubes do estado.

Do total de entrevistados, o Nacional, maior campeão amazonense, lidera entre os times locais, com 16%. O índice só é superado por Flamengo (46%) e Vasco (23%), e está tecnicamente empatado ao do Corinthians (16,6%). Diferentemente de outras pesquisas, foi possível citar mais de uma equipe de estados diferentes, característica dos mistos. A margem de erro é de 4%.

Atrás do Nacional, São Raimundo (13%) e Fast (10%) vêm a seguir, bem à frente do Rio Negro (3,8%). O América (1,8%) aparece como a 5ª força, enquanto Penarol (3,4%) e Iranduba (0,7%), ambos do interior, também são citados. “Nos anos 90, o Rio Negro caiu e o São Raimundo subiu. Atualmente, o São Raimundo estacionou, enquanto Fast e Rio Negro começam a retornar”, sinaliza Carlyle.

Dentre eles, a maior esperança de que o futebol amazonense volte ao topo do país recai sobre o Nacional, hoje na Série D. “É preciso que o clube venha a construir uma base, mesmo que não alcance a Série C no ano que vem, mas que possa manter esta base firme, desenvolva um trabalho com objetivo a médio prazo e continue lutando com perseverança”, indica o analista de sistemas.

Abaixo, o Verminosos por Futebol aprofunda mais sobre a história dos 12 times manauaras, dos clássicos entre eles e dos estádios locais (são cinco, dentre os principais). Para quem pretende fazer uma viagem à capital de Amazonas, taí um bom roteiro alternativo para conhecer.

Clubes de Manaus:

Logo-Nacional
NACIONAL
Nome: Nacional Futebol Clube.
Endereço: Rua São Luís, 230, Adrianópolis.
Fundação: 13/1/1913.
Apelidos: Naça, Leão da Vila Municipal e O Mais Querido.
Cores: Azul e branco.
Títulos: 42 estaduais (1º em 1916, último em 2014).
Último Brasileiro: em 2013 (Série D).
Em 2015: 1ª divisão, Copa Verde, Série D e Copa do Brasil.
Site: www.nacionalfc.com.br
Camisa-Nacional-1999
> O clube foi fundado por dissidentes do extinto Manaos Athletic Club, dirigido por ingleses. Para exaltar o patriotismo, escolheu-se o nome Nacional. Maior campeão estadual ao longo de um século, possui a melhor estrutura do futebol amazonense, que inclui um CT inaugurado em 1980, parque aquático e sede social. Por sua tradição, tem também a torcida mais representativa dentre os times locais. Sua última grande revelação foi o atacante França, em 1993.

Logo-Rio Negro
RIO NEGRO
Nome: Atlético Rio Negro Clube.
Endereço: Rua Epaminondas, 570, Centro.
Fundação: 13/11/1913.
Apelidos: Barriga Preta, Galo Gigante do Norte e Alvinegro Amazonense.
Cores: Preto e branco.
Títulos: 17 (1º em 1921 e último em 2001) e 1 da 2ª divisão (2008).
Último Brasileiro: 2006 (Série C).
Em 2015: 1ª divisão.
Site: www.rionegroclube.com.br
Camisa-Rio-Negro
> Segundo maior campeão estadual e até passado recente o dono da segunda maior torcida local, forma com o Nacional a dupla mais tradicional do Amazonas. Seu nome foi uma homenagem ao rio em que Manaus está situada à margem esquerda, por isso a identificação da cidade. Apesar de chegar a disputar a 1ª divisão do Brasileiro nas décadas de 1970 e 1980, passou a contar com públicos irrisórios em virtude da crise sofrida a partir dos anos de 1990.

Logo-Fast
FAST
Nome: Nacional Fast Clube.
Endereço: Avenida Boulevard Álvaro Maia, 1538, Praça 14 de Janeiro.
Fundação: 8/7/1930.
Apelidos: Tricolor da Boulevard, Tricolor de Aço e Rolo Compressor.
Cores: Azul, vermelho e branco.
Títulos: 6 (1948, 1949, 1955, 1960, 1970 e 1971) e 1 da 2ª divisão (1931).
Último Brasileiro: 2008 (Série C).
Em 2015: 1ª divisão.
Site: www.fastclube.com.br
Camisa-Fast-2011
> Terceiro mais tradicional do estado, o Fast foi fundado por dissidentes do Nacional Futebol Clube, que desejavam a posse de Vivaldo Lima como presidente. Como não conseguiram, decidiram criar um time com as mesmas iniciais. “Nacional” e “Clube” foram mantidos. Consultado, um professor de inglês sugeriu a palavra Fast (rápido). Em 1980, a maior honraria: o time recebeu o New York Cosmos para amistoso no Vivaldão, diante de 56 mil pessoas.

Logo-Sao Raimundo
SÃO RAIMUNDO
Nome: São Raimundo Esporte Clube.
Endereço: Rua 5 de Setembro, São Raimundo.
Fundação: 18/11/1918.
Apelidos: Tufão da Coluna, São Rai e Alvi-Celeste.
Cores: Azul claro e branco.
Títulos: 7 (1961, 1966, 1997, 1998, 1999, 2004 e 2006).
Último Brasileiro: 2007 (Série C).
Em 2015: 1ª divisão.
Site: www.saoraimundo.net (fora do ar)
Camisa-Sao-Raimundo-2010
> Fundado no bairro de São Raimundo, não tinha o status do trio Nacional-Rio Negro-Fast, mas sua ascensão na década de 1990 fez a torcida rivalizar com os grandes. Na época, tornou-se o único time amazonense a participar de torneio internacional oficial, a Copa Conmebol, em 1999, caindo na semifinal. É também o único da cidade com estádio próprio, o Colina, cuja administração foi cedida ao governo estadual por 20 anos, após reforma para servir de treinos na Copa de 2014.

Logo-Manaus
MANAUS
Nome: Manaus Futebol Clube.
Endereço: Rua Duarte da Costa, Nº 494, Conjunto Dom Pedro I.
Fundação: 5/5/2013.
Apelidos: Verdão da Capital e Gavião do Norte.
Cores: Verde e branco.
Títulos: 1 da 2ª divisão (2013).
Em 2015: 1ª divisão.
Site: www.manausfc.com.br
Camisa-Manaus
> Fundado por ex-dirigentes de clubes de Manaus, foi campeão da 2ª divisão logo no ano de estreia.

Logo-Taruma
TARUMÃ
Nome: Esporte Clube Tarumã.
Endereço: Rua Tapajós, 664, Casa 17, Centro.
Fundação: 1974.
Apelido: Lobo do Norte.
Cores: Vermelho e preto.
Em 2015: 2ª divisão.
Camisa-Taruma
> Seu nome não tem relação com o bairro de Tarumã, mas sim com a avenida de mesmo nome, localizada no bairro 14 de Janeiro. Profissionalizado em 2007, o clube conseguiu referência nas categorias de base, mas historicamente tem fracas participações no profissional. Em virtude disso, apela a parcerias com prefeituras do interior, alterando o mando de seus jogos.

Logo- Sul America
SUL AMÉRICA
Nome: Sul América Esporte Clube.
Endereço: Praça Padre Francisco, 94.
Fundação: 1/5/1932.
Apelidos: Trem da Colina, Time da Glória e Bicolor Amazonense.
Cores: Vermelho e branco.
Títulos: 2 (1992 e 1993).
Em 2015: 2ª divisão.
Site: www.sulamericaec.com (fora do ar)
Camisa-Sul-America-2004
> Situado no bairro da Glória, o time era considerado o principal rival do São Raimundo, localizado em bairro vizinho, até o crescimento do adversário na década de 1990. Curiosamente, os únicos títulos do Sul América foram um pouco antes, num breve período de sucesso do clube, quando chegou a disputar a Copa do Brasil, em 1993.

Logo-America
AMÉRICA
Nome: América Futebol Clube.
Endereço: Rua 20, nº 760, Conjunto Castelo Branco, Parque 10 de Novembro.
Fundação: 2/8/1939.
Apelidos: Mequinha, Diabo Vermelho e Colorado Amazonense.
Cores: Vermelho e branco.
Títulos: 6 (1951, 1952, 1953, 1954, 1994 e 2009) e 2 da 2ª divisão (1960 e 1962).
Último Brasileiro: 2010 (Série D).
Em 2015: Licenciado. Após perder vaga na Série C para o Joinville em disputa na Justiça, afundou-se em dívidas.
Site: www.americafc-am.com.br (fora do ar)
Camisa-America-Anos-90
> Força na década de 1950, o clube que copia nome, escudo e cores do original carioca igualou a marca de títulos do Fast, com o inesperado título estadual de 2009, que valeu vaga na Série D e na Copa do Brasil de 2010. Apesar do feito, o América segue conhecido como “o time que teve um mesmo treinador por 50 anos” – Amadeu Teixeira, substituído em 2006. Há explicação para isso. O América foi fundado pelos irmãos Teixeira, e Amadeu atuava como faz-tudo.

Logo-Cliper
CLIPER
Nome: Atlético Clipper Clube.
Endereço: Rua 31, Casa 1.270, Conjunto Castelo Branco, Parque 10 de Novembro.
Fundação: 1/6/1952.
Apelidos: Águia Dourada e Águia do Parque 10.
Cores: Amarelo e preto.
Em 2015: Licenciado. Segue na base, mas não tem condições financeiras de disputar a 2ª divisão.
Camisa-Cliper
> Seu nome seria Eclipse, por isso as cores amarelo e preto, porém os fundadores resolveram alterar a alcunha. Apesar de ter sido duas vezes vice-campeão estadual, em 1996 e 2002, o Cliper nunca disputou uma competição nacional. A sede fica próxima a do América, seu grande rival.

Logo-Libermorro
LIBERMORRO
Nome: Libermorro Futebol Clube.
Endereço: Rua São Pedro, 141, Morro da Liberdade.
Fundação: 7/12/1947.
Apelidos: Tigrão do Morro e Lili.
Cores: Verde e branco.
Em 2015: Licenciado. Possui pendências financeiras com a federação.
Camisa-Libermorro-anos-90
> Força no amadorismo de Manaus, o Libermorro foi fundado por migrantes nordestinos, sobretudo cearenses, que viviam no bairro Morro da Liberdade – daí o nome do clube. Profissionalizado em 1977, seu único título foi o Torneio Início de 1984. Quando deixou o profissionalismo, na 2ª divisão de 2008, ostentava uma sequência de 33 partidas oficiais sem vitória. Atualmente, o time se dedica ao futebol amador e às categorias de base.

Logo-ASA
ASA

Nome: Esporte Clube ASA da Amazônia.
Endereço: Av. dos Expedicionarios, 2.131, Santo Agostinho.
Fundação: 8/9/2009.
Apelidos: ASA.
Em 2015: Licenciado. Não tem intenção de retomar equipe profissional.
> A Associação dos Sargentos da Amazônia (ASA) resolveu criar um clube profissional para a disputa da 2ª divisão amazonense de 2009, ficando com o vice-campeonato. No elenco estava o atacante Valdir Papel, ex-Vasco. Após participar da 1ª divisão em 2010, a entidade decidiu focar gastos na construção de sua nova sede, dedicando-se a competições amadoras.

Logo-Nilton Lins
NILTON LINS
Nome: Centro Universitário Nilton Lins.
Endereço: Avenida Professor Nilton Lins, 3259, Parque das Laranjeiras.
Fundação: 2007.
Cores: Vermelho e branco.
Em 2015: Licenciado. Não tem intenção de retomar equipe profissional.
Site: www.niltonlins.br
> Time de futebol da Universidade Nilton Lins, de Manaus, foi profissionalizado para disputar a 2ª divisão amazonense, de onde nunca conseguiu sair.

Times recentes que acabaram extintos:

Logo-Olimpico
OLÍMPICO
Nome: Olímpico Clube.
Endereço: Avenida Constantino Nery, 1105, Presidente Vargas.
Fundação: 17/10/1938.
Apelidos: Clube dos Cinco Aros e Clube da Elite.
Cores: Azul, vermelho e branco.
Títulos: 3 (1944, 1947 e 1967).
Em 2015: Futebol profissional extinto.
> Clube social tradicional de Manaus, o Olímpico orgulha-se de um recorde que já perdura mais de meio século: o jogador que fez mais gols numa só partida do Campeonato Amazonense. O feito foi de Quinha, que marcou nove vezes na vitória de 14 a 1 sobre o Independência, em 1957. Depois de duas décadas afastado do futebol profissional, a diretoria retomou a equipe em 2007, na 2ª divisão, mas um WO resultou no seu banimento por dois anos.

Logo-Compensao
COMPENSÃO
Nome: Compensão Esporte Clube.
Endereço: Avenida Paraíba, 1095, Adrianópolis.
Fundação: 2009.
Apelido: Águia.
Cores: Vermelho e azul.
Títulos: 1 da 2ª divisão (2009).
Em 2015: Futebol profissional extinto.
> Representante do bairro da Compensa, o time foi profissionalizado em 2009, após boas campanhas no Peladão de Manaus. Logo no primeiro ano, foi campeão da 2ª divisão. Os gastos para disputar a elite em 2010 fizeram o clube deixar o profissionalismo em 2011, não voltando à competição desde então.

(*) O Verminosos por Futebol agradece a consultoria de Carlyle Zamith sobre o estágio dos clubes.
(**) Fotos das camisas: Wilson Manula.

> LEIA TAMBÉM

Clássicos de Manaus:

RIO-NAL
Rio Negro x Nacional – times fundados no mesmo ano, em 1913.
> Maior clássico do futebol amazonense, disputado desde 1914, incluindo disputas pelas Séries A, B e C e Copa do Brasil (em 2000). Se antes levava facilmente até 40 mil pessoas ao Vivaldão ou 20 mil ao estádio da Colina, a partir da década de 1990 dificilmente atingiu 10 mil. A vantagem é do Nacional.

PAI-FILHO
Nacional x Fast – o segundo surgiu de dissidência no primeiro.
> Segundo maior clássico do futebol amazonense, disputado desde 1966, com auge de acirramento nas décadas de 1970 e 1980 e a partir da metade dos anos 2000. Em virtude da rivalidade, setores do Fast defendem a retirada da palavra “Nacional” de seu nome oficial. A vantagem é do Nacional.

RIO-FAS
Rio Negro x Fast – inimigos, mas nem tanto.
> Terceiro confronto mais disputado no futebol amazonense, desde 1930. Durante a ausência do Rio Negro no futebol profissional, de 1945 a 1960, parte da torcida migrou para o Fast, em virtude da aversão ao Nacional. Curiosamente, o clássico nunca decidiu o Campeonato Amazonense. A vantagem é do Rio Negro.

GALO PRETO
São Raimundo x Sul América – times de bairros vizinhos.
> O clássico ganhou esse nome em virtude de “trabalhos” de macumba e umbanda deixados por torcedores em ruas do bairro vizinho antes dos duelos. A vantagem é do São Raimundo.

(*) Para promover outros duelos de Manaus que se tornaram mais tradicionais recentemente, a imprensa criou alguns nomes: Clássico Azul (Nacional x São Raimundo), Clássico da Luta (Rio Negro x São Raimundo) e Clássico da Morte (São Raimundo x Fast).

> LEIA TAMBÉM

Estádios de Manaus:

A partir de 2015, o Campeonato Amazonense conta com três novos estádios, todos com padrão Fifa, construídos pelo governo estadual para a Copa do Mundo de 2014.

Estadio-Arena-da-Amazonia

Maior estádio do Amazonas (Foto: Divulgação)

ARENA DA AMAZÔNIA
Nome: Arena da Amazônia Vivaldo Lima.
Endereço: Avenida Constantino Nery, s/n, Flores.
Inauguração: 9/3/2014.
Capacidade: 44 mil lugares.
Propriedade: Governo estadual.
> Construído ao custo de R$ 605 millhões, no terreno antes ocupado pelo estádio Vivaldo Lima, o Vivaldão, inaugurado em 1970. É casa do clássico Nacional x Rio Negro, o mais tradicional.

Estadio-Ismael-Benigno- Evandro Seixas A Critica

2º estádio de Manaus (Foto: Evandro Seixas)

COLINA
Nome: Ismael Benigno.
Endereço: Av. Presidente Dutra, São Raimundo.
Inauguração: 19/2/1961.
Capacidade: 10 mil.
Propriedade: Governo estadual.
> Único estádio de médio porte de um time de Manaus, pertencente ao São Raimundo, ganhou concessão estadual por 20 anos após a reforma para a Copa do Mundo, ao custo de R$ 24 milhões. É casa da maioria dos jogos do São Raimundo.

JOGO DO RIO NEGRO X FAST

Quebra galho pré-Copa (Foto: Marcelo Cadilhe)

SESI
Nome: Roberto Simonsen.
Endereço: Alameda Cosme Ferreira, Coroado.
Inauguração: 1/1/1980.
Capacidade: 7 mil.
Propriedade: Sesi.
> Durante as obras dos estádios Arena da Amazônia e da Colina, os times de Manaus fizeram no Sesi seus jogos por competições estaduais e nacionais entre 2011 e 2013. Em 2015, é casa da maioria dos jogos do Nacional.

Estadio-Carlos-Zamith - Foto J Zamith

Homenagem a jornalista local (Foto: J. Zamith)

CARLOS ZAMITH
Nome: Municipal Carlos Zamith.
Endereço: Alameda Cosme Ferreira, Coroado.
Inauguração: 24/5/2014.
Capacidade: 5 mil.
Propriedade: Governo estadual.
> Construído ao custo de R$ 15 milhões, para servir de campo de treinos na Copa do Mundo. Seu nome homenageia historiador do futebol local, que morreu em 2013. É casa da maioria dos jogos do Rio Negro.

Ulbra fez estádio para Fast (Foto: Divulgação)

Ulbra fez estádio para o Fast (Foto: Divulgação)

ULBRA
Nome: Mini-estádio da Ulbra.
Endereço: Ceulm/Ulbra, Japiim.
Inauguração: 1/2/2014.
Capacidade: 2 mil lugares.
Propriedade: Ulbra/Fast.
> Foi construído no Centro Universitário Luterano de Manaus, parceiro do Fast, passando a ser o local de mando do time. Por isso, é casa da maioria dos jogos do clube.

Leia também:

Estadual-de-Amazonas-ganha-patch
www.verminososporfutebol.com.br/jogo-ludico/estadual-de-amazonas-ganha-patch-no-pes-2014

Conheça o autor

Rafael Luis Azevedo

O jornalista Rafael Luis Azevedo, 34 anos, é editor do site Verminosos por Futebol desde 2012. É também coordenador do portal Tribuna do Ceará, e teve passagens por jornal O Povo, O Povo Online e TVs Jangadeiro/SBT, O Povo/Cultura e Cidade/Record. Já fez reportagens para as revistas Four Four Two (ING), So Foot (FRA), Courrier International (FRA) e Placar, os sites BBC Brasil, Vice e Agência Pública e as TVs France 2 (FRA), France 24 (FRA) e Fusion (EUA). Já venceu 21 prêmios de jornalismo, incluindo Esso, Embratel e Petrobras, cobriu duas Copas do Mundo in loco e foi co-autor de livros sobre o Ceará e o estádio Presidente Vargas.

Compartilhe:

// Categorias

// histórico de publicações

Arquivos

https://goo.gl/HjLRc6



// As mais lidas

Http://www.AUTO-doc.pt

https://goo.gl/HjLRc6