Verminosos por futebol




Papo sério

Maior comunidade virtual de colecionadores de figurinhas no Brasil reúne 100 mil usuários

Cerca de 3 mil usuários trocam figurinhas toda semana através do TrocaFigurinhas.com

O site foi lançado em 2005, para ajudar a completar um álbum (Foto: Divulgação)
O site foi lançado em 2005, para ajudar a completar um álbum (Foto: Divulgação)

Na busca de completar o álbum de figurinhas do Campeonato Brasileiro de 2005, Marcelo Vendas Urban teve uma ideia. E se as trocas de cromos fossem facilitadas pelas redes sociais? O Facebook possuía somente um ano de existência, e o Orkut, com a mesma idade, dominava o mercado no Brasil. Nesse cenário, surgia o site TrocaFigurinhas.com.

Treze anos depois, a maior comunidade virtual de colecionadores de figurinhas soma 100 mil usuários cadastrados, sendo 95% deles no Brasil. Desses, 3 mil pessoas trocam cromos toda semana entre si.

Em época de Copa do Mundo, o movimento aumenta ainda mais. “Cerca de 1.000%!”, indica Marcelo. “Todos os álbuns do Mundial batem recordes de procura e trocas”, reforça o administrador pelo site, analista de sistemas do Rio de Janeiro.

Para se tornar um usuário da página, é simples: basta se cadastrar e confirmar o email. Marcelo detalha abaixo como funciona o sistema de trocas. A explicação vai na íntegra.

Passo a passo

“As trocas funcionam assim: cada participante faz o cadastro dos seus álbuns e respectivas figurinhas, depois solicita que o sistema faça o cruzamento para saber quem tem figurinhas para trocar. Então o sistema cruza as informações e exibe uma lista de participantes que podem fazer trocas com ele. O passo seguinte é escolher um participante e solicitar a troca. Depois da troca aceita, as partes enviam o conteúdo combinado pelo Correio. Após receberem as encomendas eles terão que qualificar a troca, dando pontos positivos ou negativos àquele participante. Assim determinamos bons e maus trocadores”.

Regras e receita

O TrocaFigurinhas.com não tem o número preciso de trocas mal-sucedidas. “A maioria ocorre bem. Alguns casos, por conta de usuários ruins ou da entrega que é péssima no nosso país, dão problema”, reconhece Marcelo.

Quando o usuário é responsável pela não entrega, pode até ser excluído da comunidade se não cumprir acordo. As regras são detalhadas no site.

O negócio se mantém através de publicidade e de um clube de vantagens, além das trocas de figurinhas por figuretas (a moeda virtual do site).

O site TrocaFigurinhas.com faz o intermédio entre colecionadores de cromos (Foto: Reprodução)
O site TrocaFigurinhas.com faz o intermédio entre colecionadores (Foto: Reprodução)

Inflação em 2018

De acordo com Marcelo, alguns colecionadores relataram surpresa com a subida no preço dos pacotes de figurinhas do álbum da Copa do Mundo de 2018, acima da inflação dos últimos quatro anos.

Porém, ele avalia que a empolgação permanece em alta. “O álbum e as figurinhas da Panini geralmente são de primeira linha. Este ano veio com muitas novidades em álbuns, packs e latinhas”, destaca o administrador do site.

“Todos os álbuns do Mundial batem recordes de procura e trocas”. (Marcelo Vendas Urban)

Por ironia, apesar de comandar uma enorme comunidade de figurinhas, Marcelo não é colecionador. “Fiz o álbum de 2005 imaginando que o Botafogo pudesse ser campeão. Acabou que não foi e eu também não completei o álbum”, relembra o carioca de 44 anos.

Assim, o foco virou outro. “Passei a dedicar todo o meu tempo na construção do site e da comunidade que me davam – e ainda me dão – muito prazer”, relata. Uma porção de colecionadores agradece.

Serviço:

TrocaFigurinhas.com
Site | Facebook


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: