Papo sério

Quais as 26 seleções não-Fifa da ConIFA

A entidade reúne micronações, regiões autônomas, povos sem nações e minorias étnicas
Postado por Rafael Luis Azevedo - 23/jul/2015
A ConIFA promove sua Copa do Mundo de seleções não-Fifa, inaugurada em 2014 (Foto: Divulgação)

A ConIFA promove sua Copa do Mundo de seleções não-Fifa desde 2014 (Foto: Divulgação)

A Federação Internacional de Futebol (Fifa) comanda o futebol mundial, mas não parece ter interesse em todo o futebol mundial. Muitos povos não são considerados habilitáveis para o corpo de membros da entidade. Dessa forma, resta vincular-se a federações alternativas, que reúnem micronações, regiões autônomas, povos sem nações, minorias étnicas e associações regionais.

Dentre essas entidades, as principais são a Nouvelle Fédération-Board (NF-Board), fundada em 2003, com sede em Liege, na Bélgica, e a Confederation of Independent Football Associations (ConIFA), criada em 2013, sediada em Lulea, na Suécia. A primeira já promeveu seis edições da Copa do Mundo Viva, enquanto a segunda estreou sua Copa do Mundo ConIFA em 2014.

> LEIA TAMBÉM

A ConIFA tem pretensões de se tornar a entidade hegemômica no futebol não-Fifa. Para isso, já reúne um grupo de 26 membros plenos. E propõe outros torneios além da Copa do Mundo, como a Copa Europeia, realizada em junho passado, e as Copas do Mundo feminina e de futebol de areia, previstas para 2016. Ano em que também ocorrerá a 2ª edição da Copa do Mundo masculina, na Abecásia, que se separou da Geórgia.

Abaixo, conheça mais sobre as seleções filiadas.

darfur-united
Darfur
(Darfur United)
A região, situada no Sudão, busca a independência. A equipe é formada por refugiados que vivem no Chade. Criada em 2012, disputou as Copas do Mundo Viva 2012 e ConIFA 2014.
Site: darfurunited.com
Redes sociais: Facebook e Twitter

Zanzibar
Zanzibar
(Zanzibar)
Zanzibar faz parte do território da Tanzânia, por isso não é reconhecido pela Fifa, apesar de ser membro da Confederação Africana de Futebol (CAF). O time, formado pela primeira vez em 1926, foi vice-campeão da Fifi Wild Cup 2006, outra Copa do Mundo alternativa.

Chagos-Islands
Ilhas Chagos
(Chagos Islands)
As Ilhas Chagos são um arquipélago no oceano Índico, entre a África e a Ásia, sendo disputadas pelo Reino Unido e pelas Ilhas Maurício. Sua equipe de futebol foi formada em 2003.
Redes sociais: Facebook e Twitter

aramean-syriac
Aramaicos Siríacos
(Arameans Suryoye)
Os povos assírios, do antigo Oriente Médio, possuem seleção desde 2008. A equipe é composta por jogadores do Syrianska IF Kerburan e do Örebro Syrianska IF, clubes suecos com origem assíria.
Redes sociais: Facebook e Twitter

kurdistan
Curdistão
(Kurdistan)
A região, situada no Iraque, venceu a Copa do Mundo Viva 2012, com jogo final em casa diante de 22 mil fãs. Os curdos buscam sua independência, passando a ter sua seleção em 2006.
Site: kurdistan-fa.net
Redes sociais: Facebook

panjab
Panjabe
(Panjab)
Representa a comunidade de Panjape, que se estende da Índia ao Paquistão.
Site: www.panjabfa.com
Redes sociais: Facebook e Twitter

tamil-eelam
Tamil Eelam
(Tamil Eelam)
A região é ocupada pelo Sri Lanka, na Ásia. Em 2012, integrantes da diáspora tâmil no Canadá, Reino Unido e Suíça decidiram formar uma seleção que representasse as 3 milhões de pessoas.
Site: www.tamileelamfa.org
Redes sociais: Facebook e Twitter

abkhazia-logo1
Abecásia
(Abkhazia)
Parte integrante da Geórgia, o território na costa do Mar Negro conseguiu o reconhecimento da independência por parte de países como Rússia e Venezuela. Sua seleção foi formada em 2007.
Redes sociais: Facebook

County-of-Nice
Condado de Nice
(County of Nice)
A região, situada no território da França, tem cultura e idioma próprios, o Nicard. A “La Selecioun” foi formada em 2013, e logo na estreia foi campeã da Copa do Mundo ConIFA 2014.
Site: www.laselecioun.com
Redes sociais: Facebook e Twitter

Ellan-Vannin
Ilha de Man
(Ellan Vannin)
A Ilha de Man, controlada pela Grã-Bretanha, possui duas equipes que a representam em competições internacionais. A seleção organizada pela Manx International Football Alliance (Mifa), criada em 2014 e filiada à ConIFA, só aceita jogadores nascidos na ilha, situada no Mar da Irlanda.
Site: www.manxifa.org
Redes sociais: Facebook e Twitter

Felvidek
Hungria Superior
(Felvidek)
Região que historicamente fez parte da Hungria, mas que hoje é controlada em maior parte pela Eslováquia.
Site: www.fle.sk
Redes sociais: Facebook

franconia
Francônia
(Franconia)
É uma região com cultura própria situada na Alemanha. Sua seleção foi criada em 2014, e até hoje fez um único amistoso.

heligoland
Helgoland
(Heligoland)
Única ilha alemã em alto mar, com 1.300 habitantes, foi trocada por Zanzibar com o Reino Unido, em 1890. Sedia um único time, o VfL Fosite Helgoland, fundado em 1893, antes mesmo da chegada do futebol à Alemanha. E agora a equipe tem status de seleção também.
Site: www.fussball-helgoland.de

Monaco
Mônaco
(Monaco)
Um dos oito países membros da ONU não reconhecidos pela Fifa (ao lado de Vaticano, Kosovo, Tuvalu, Ilhas Marshall, Palau, Kiribati e Nauru), Mônaco possui seleção desde 2000, sendo vice-campeão da Copa do Mundo Viva 2006. O principado faz fronteira com a França. E sua equipe é formada somente por monegascos, diferentemente do Mônaco, clube da 1ª divisão francesa.
Site: www.monacofootballassociation.com
Redes sociais: Facebook

nagorno
Nagorno Karabakh
(Nagorno Karabakh)
A república declarou independência do Azerbaijão, mas ainda busca reconhecimento. Uma liga própria foi criada em 2009, e desde 2012 os melhores jogadores formam a seleção, que disputou a Copa do Mundo ConIFA 2014.

Northern-Cyprus
Chipre do Norte
(Northern Cyprus)
A República Turca do Chipre do Norte é reconhecida somente pela Turquia. A região tem longa história no futebol, e já participou de Copas do Mundo de diversas entidades alternativas, sendo vice-campeã da Copa do Mundo Viva 2012.
Site: www.ktff.net
Redes sociais: Facebook

occitanie
Ocitânia
(Occitania)
A seleção, formada em 2004, representa uma região sem reconhecimento político situada entre França, Itália e Espanha, que tem o Occitan como segundo idioma. Já disputou várias competições alternativas.
Site: www.occitania-fotbol.com
Redes sociais: Facebook

padania
Padânia
(Padania)
A seleção representa o Vale do Pado, um projeto de região institucional no norte da Itália. Sua seleção, formada em 2008, é tricampeã da Copa do Mundo Viva e venceu a 1ª Copa Europeia ConIFA, em 2015. Enoch Balotelli, irmão de Mario, é um dos jogadores.
Site: www.padaniasports.it
Redes sociais: Twitter

Raetia
Récia
(Raetia)
A região era uma província do Império Romano, formada pelo povo Rhaetian. Hoje situada entre Suíça e Alemanha, a Récia tem sua seleção desde 2011.
Site: www.faraetia.ch
Redes sociais: Facebook e Twitter

romani
Povo Romani
(Romani People)
A seleção representa os ciganos que vivem na Renânia do Norte-Westfalia, integrantes de um grupo étnico asiático que migrou para a Europa Oriental há cerca de mil anos e depois se dispersou pelo mundo. Os ciganos, um povo sem estado, são conhecidos como romanis.

Sapmi
Lapônia
(Sapmi)
A região minoritária integra parte dos territórios de Noruega, Suécia, Finlândia e Rússia. A seleção foi criada em 2003, sendo campeã da Copa do Mundo Viva 2006, e foi refundada em 2014. Seu uniforme tem um colorido inusitado: vermelho, verde, amarelo, azul e branco.
Redes sociais: Facebook

Szekely
Szekely
(Szekely)
A seleção, criada em 2014, representa os szekelys, um povo húngaro que historicamente vive na Transilvânia, região da Romênia.
Redes sociais: Facebook

South-Ossetia
Ossétia do Sul
(South Ossetia)
A região integrante do território da Geórgia declarou independência em 1992, mas só é reconhecida por países como Rússia e Venezuela. Sua seleção foi formada em 1997.

Western-Armenia
Armênia Ocidental
(Western Armenia)
Esse povo, com cultura e idioma próprios, vive na Turquia, e em nome da liberdade viveu uma diáspora pelo mundo. Em 2015, eles formaram sua seleção.
Redes sociais: Facebook

Cascadia
Cascádia
(Cascadia)
Semelhante ao que acontece com a Catalunha, os jogadores da Cascádia, região culturalmente distinta dos Estados Unidos e do Canadá, podem disputar competições Fifa e não-Fifa. A região contempla Seattle, Portland e Vancouver, cidades com times populares na MLS.
Site: www.cascadiafa.com
Redes sociais: Facebook e Twitter

quebec
Quebec
(Quebec)
A região francófona do Quebec, que tem pretensões de soberania, criou sua seleção em 2013, sendo formada por jogadores de liga regional e ex-atletas do Montreal Impact, da Major League Soccer.
Site: lesquebecois.org
Redes sociais: Facebook e Twitter

Site da ConIFA:
conifaofficial.wordpress.com
Site da Copa do Mundo ConIFA:
worldfootballcup.org

Vídeo de apresentação:

Clique no link e leia também:

Ingles-tem-camisas-de-207-das-209-selecoes
www.verminososporfutebol.com.br/deu-a-louca/ingles-tem-camisas-de-207-das-209-selecoes

Conheça o autor

O jornalista Rafael Luis Azevedo, de 33 anos, é editor do site Verminosos por Futebol desde 2012. Já venceu 21 prêmios de jornalismo, incluindo Esso, Embratel e Petrobras. É também coordenador do portal Tribuna do Ceará, e teve passagens por jornal O Povo, O Povo Online e TVs Jangadeiro/SBT, O Povo/Cultura e Cidade/Record. Já fez reportagens ou produção para as revistas Four Four Two (ING), So Foot (FRA), Courrier International (FRA) e Placar, os sites BBC Brasil, Vice e Agência Pública e as TVs France 2 (FRA) e Fusion (EUA). Cobriu duas Copas do Mundo in loco e foi co-autor de livros sobre o Ceará e o estádio Presidente Vargas.

Compartilhe:

// Categorias

// histórico de publicações

Arquivos

Http://www.AUTO-doc.pt

// As mais lidas




Http://www.AUTO-doc.pt