Verminosos por futebol

https://goo.gl/HjLRc6

Papo sério

Ranking de público das 4 divisões nacionais

O levantamento aponta os times com melhor média de público desde 1967, nas Séries A, B, C e D

Veja os times com a melhor média de público em cada divisão do Brasileiro desde 1967 (Foto: Globo)
Veja os times com melhor média de público em cada divisão do Brasileiro desde 1967 (Foto: Globo)

Quantas vezes seu time foi campeão de público, nas quatro divisões do Campeonato Brasileiro? Essa pergunta enfim é respondida, graças à pesquisa do cearense João Ricardo de Oliveira, publicada pelo Verminosos por Futebol.

O levantamento aponta os times com melhor média de público desde 1967, nas Séries A, B, C e D. Na elite, os clubes que mais vezes foram campeões na arquibancada foram Flamengo (14), Corinthians (10) e Atlético-MG (sete).

O Bahia foi líder em três edições da Série A, além de cinco da B e duas da C. Outra força nordestina, o Santa Cruz foi três vezes o campeão de público na B, além de três na C e três na D.

São Paulo, Santos e Internacional, mesmo com vários títulos nacionais, surpreendentemente nunca tiveram a melhor média de público. Um bom motivo para torcidas rivais tirarem sarro.

> LEIA TAMBÉM

Melhores públicos do Campeonato Brasileiro:

Ano Série A // Série B // Série C // Série D
1967 – Cruzeiro – 34.037 // Não disputada // Não disputada // Não disputada
1968 – Vasco – 38.292 // Não disputada // Não disputada // Não disputada
1969 – Fluminense – 40.459 // Não disputada // Não disputada // Não disputada
1970 – Flamengo – 48.721 // Não disputada // Não disputada // Não disputada
1971 – Flamengo – 37.026 // Não disponível // Não disputada // Não disputada
1972 – Corinthians – 40.653 // Não disponível // Não disputada // Não disputada
1973 – Flamengo – 31.094 // Não disputada // Não disputada // Não disputada
1974 – Vasco – 37.853 // Não disputada // Não disputada // Não disputada
1975 – Fluminense – 36.629 // Não disputada // Não disputada // Não disputada
1976 – Corinthians – 50.919 // Não disputada // Não disputada // Não disputada
1977 – Atlético-MG – 55.716 // Não disputada // Não disputada // Não disputada
1978 – Palmeiras – 31.878 // Não disputada // Não disputada // Não disputada
1979 – Flamengo – 41.955 // Não disputada // Não disputada // Não disputada
1980 – Flamengo – 69.658 // Sport Recife – 17.369 // Não disponível // Não disputada
1981 – Flamengo – 52.802 // Palmeiras – 22.978 // Não disputada // Não disputada
1982 – Flamengo – 62.435 // Corinthians – 18.176 // Não disputada // Não disputada
1983 – Flamengo – 63.021 // Santa Cruz – 12.137 // Não disputada // Não disputada
1984 – Vasco – 41.973 // Uberlândia – 11.650 // Não disputada // Não disputada
1985 – Bahia – 41.497 // Fortaleza – 9.433 // Não disputada // Não disputada
1986 – Bahia – 46.291 // Não disponível // Não disputada // Não disputada
1987 – Flamengo – 47.610 // Sport Recife – 10.883 // Não disponível // Não disputada
1988 – Bahia – 35.537 // Não disponível // Não disponível // Não disputada
1989 – Flamengo – 20.547 // Não disponível // Não disputada // Não disputada
1990 – Corinthians – 28.056 // Não disponível // Não disponível // Não disputada
1991 – Atlético-MG – 30.452 // Paysandu – 8.718 // Não disputada // Não disputada
1992 – Flamengo – 53.958 // Vitória – 9.458 // Não disponível // Não disputada
1993 – Corinthians – 34.137 // Não disputada // Não disputada // Não disputada
1994 – Atlético-MG – 25.525 // Não disponível // Não disponível // Não disputada
1995 – Botafogo – 22.934 // Não disponível // Não disponível // Não disputada
1996 – Atlético-MG – 29.891 // Não disponível // Não disponível // Não disputada
1997 – Atlético-MG – 23.342 // Santa Cruz – 10.643 // Não disponível // Não disputada
1998 – Sport Recife – 35.580 // Bahia – 27.334 // Não disponível // Não disputada
1999 – Atlético-MG – 42.322 // Bahia – 20.527 // Fluminense – 15.570 // Não disputada
2000 – Fluminense – 20.219 // Remo – 12.220 // Não disponível // Não disputada
2001 – Atlético-MG – 30.679 // Paysandu – 10.674 // Não disponível // Não disputada
2002 – Paysandu – 27.360 // Fortaleza – 16.352 // Brasiliense – 3.145 // Não disputada
2003 – Cruzeiro – 26.366 // Palmeiras – 18.078 // ABC – 9.085 // Não disputada
2004 – Corinthians – 13.547 // Bahia – 32.674 // Moto Clube – 3.632 // Não disputada
2005 – Corinthians – 27.330 // Grêmio – 22.615 // Remo – 29.646 // Não disputada
2006 – Grêmio – 25.632 // Atlético-MG – 31.922 // Bahia – 23.615 // Não disputada
2007 – Flamengo – 39.221 // Santa Cruz – 23.939 // Bahia – 35.818 // Não disputada
2008 – Flamengo – 40.694 // Corinthians – 24.315 // Santa Cruz – 19.894 // Não disputada
2009 – Flamengo – 41.553 // Vasco – 25.880 // Paysandu – 12.150 // Santa Cruz – 38.245
2010 – Corinthians – 27.446 // Bahia – 18.654 // Fortaleza – 17.498 // Santa Cruz – 30.238
2011 – Corinthians – 29.397 // Sport Recife – 18.466 // Paysandu – 13.842 // Santa Cruz – 36.966
2012 – Corinthians – 24.299 // Vitória – 16.192 // Santa Cruz – 24.155 // Sampaio Correa – 19.247
2013 – Cruzeiro – 28.888 // Sport Recife – 15.686 // Santa Cruz – 26.578 // Salgueiro – 8.095
2014 – Cruzeiro – 29.678 // Vasco – 14.232 // Fortaleza – 18.812 // Central – 7.676
2015 – Corinthians – 34.150 // Bahia – 16.904 // Vila Nova – 19.335 // Remo – 15.394

Mais vezes líder de público:

1º Flamengo – 14A = Total: 14
2º Corinthians – 10A + 2B = 12
3º Atlético-MG – 7A + 1B = 8
4º Cruzeiro – 4A = 4
5º Bahia – 3A + 5B + 2C = 10
6º Vasco – 3A + 2B = 5
7º Fluminense – 3A + 1C = 4
8º Sport – 1A + 4B = 5
9º Paysandu – 1A + 2B + 2C = 5
10º Palmeiras – 1A + 2B = 3
11º Grêmio – 1A + 1B = 2
12º Botafogo – 1A = 1
13º Santa Cruz – 3B + 3C + 3D = 9
14º Fortaleza – 2B + 2C = 4
15º Vitória – 2B = 2
16º Remo – 1B + 1C + 1D = 3
17º Uberlândia-MG – 1B = 1
18º Vila Nova – 1C = 1
ABC – 1C = 1
Moto Clube – 1C = 1
Brasiliense – 1C = 1
22º Sampaio Correa – 1D = 1
Central – 1D = 1
Salgueiro – 1D = 1

> LEIA TAMBÉM

Correções na Placar:

João Ricardo de Oliveira aponta uma série de erros repetidos ano após ano em guias da revista Placar, que servem de parâmetro para a maioria dos rankings de público. Confira abaixo.

Em 1975, a média do Internacional foi de 30.083, e não de 51.962.
Em 1979, a média do Internacional foi de 29.874, e não de 46.491.
Em 1984, o Vasco atingiu a média de 41.973, superando o Flamengo, que obteve 37.459.
Em 1990, o Corinthians obteve a maior média, 28.056, contra 26.748 do Atlético-MG.
Em 1995, o Botafogo teve a maior média, 22.934, superando o Atlético-MG, que teve 21.072.
Em 1998, o Sport Recife teve média 35.580, contra 28.384 do Cruzeiro.
Em 2002, a melhor média foi do Paysandu, com 27.360, contra 25.666 do Fluminense.

> Vai republicar o levantamento? Inclua crédito a João Ricardo de Oliveira e link ao Verminosos por Futebol.

Clique no link e leia também:

Torcidas alemãs dão de 70 a 1 no Brasil


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: