Verminosos por futebol




Papo sério

Sabe como conservar camisas de futebol? Pegamos dicas com colecionadores veteranos

O Verminosos por Futebol conversou sobre como conservar coleção de camisas de futebol

Saiba como cuidar bem de suas camisas (Foto: Danilo Mendonça/Verminosos por Futebol)
Saiba como cuidar bem de suas camisas (Foto: Danilo Mendonça/Verminosos por Futebol)

Como é o jeito ideal de conservar camisas de futebol? Em cabides ou gavetas? Vale a pena utilizar sacos plásticos? É preciso lavar após cada uso? Não existe uma ciência que responda isso, então para dar dicas, o Verminosos por Futebol consultou colecionadores de camisas veteranos. Nas entrevistas abaixo, eles dizem como fazem com suas coleções.

Responderam nossos questionários Antônio Bordallo (do Rio de Janeiro, que mora na Estônia), Alvaro Sampaio (Curitiba) e Arilde Júnior (Salvador). Procuramos outros colecionadores, que não retornaram até a publicação desta matéria. Confira!

Antônio Bordallo

Designer de 37 anos, torcedor do Corinthians. Coleciona desde 1995, tem cerca de 400 camisas e já se desfez/vendeu de 50 a 100. Mora em Tallin, na Estônia, “com temperaturas de 13 a 18 graus no verão e 5 a -20 no inverno (quando o tempo é extremamente seco)”.

Antônio Bordallo, formado em Moda, desenhou a camisa do Tibet (Foto: Acervo pessoal)
Antônio Bordallo, formado em Moda, desenhou a camisa do Tibet (Foto: Acervo pessoal)

Verminosos por FutebolO que é o básico a ser feito para proteger as camisas do mofo?
Bordallo – Considero que, se não são camisas com uso muito frequente, deixá-las embaladas em sacos plásticos (ou num saco plástico grande e bem fechado), e de vez em quando estendê-las pra pegar um sol. As minhas camisas eu guardo pelo menos numa caixa/contêiner de plástico que não isola 100%, mas as protegem de muitos riscos.

VerminososOs cuidados são diferentes em tempo frio ou quente, seco ou úmido?
Bordallo – Sim, em temperaturas quentes temos que tomar muito cuidado com as aplicações plásticas e emborrachadas (e mesmo os números pintados), pois podem derreter e colar em outras camisas. Em tempo seco há mais chance dessas aplicações racharem, mas não tem muito o que se possa fazer além de lavar/molhar as aplicações às vezes (mas cedo ou tarde vão rachar mesmo). A umidade também contribui pra deterioração das aplicações. Sendo sincero, essas aplicações emborrachadas, como patch, números e escudos, são invenções práticas, mas reduziram muito a vida útil de uma camisa.

Verminosos Depois que usar a camisa, pode guardar em seguida ou tem que lavar?
Bordallo – Há sempre um certo risco de deteriorar se esquecer de lavar e deixar muito tempo sem lavar. Os problemas ficam mais evidentes em camisas brancas, principalmente nas golas. Se você sua, ou mesmo tem uma pele meio oleosa, e deixa a camisa sem lavar por um tempo, a gola começa a ficar meio amarelada. Normalmente lavando e esfregando sai, mas principalmente nas camisas de algodão a chance é que seja bem mais difícil ou nem saia completamente. Como aprendi na faculdade de Moda com um professor, tal mancha são os dejetos dos ácaros depois de se alimentarem da matéria orgânica que você deixou na camisa.

VerminososO ideal é guardar as camisas em cruzeta/cabide ou dobradas?
Bordallo – Dependendo do formato do cabide, deixar uma camisa por muito tempo pendurada pode deixá-la marcada no ombro, como um calombo onde a ponta do cabide ficava. Não só por isso, mas por uma questão de espaço, eu guardo as minhas dobradas. Se a camisa tem alguma aplicação que pode “derreter” com calor e umidade, acho seguro colocar um papel fino (desses que vem junto com algumas camisas novas) cobrindo a aplicação, só por precaução. Se a camisa for de algodão, ou tecido sintético, e sem nenhuma aplicação (nem de tinta à base d’água como silk-screen), acho que você até pode guardar naqueles sacos de vácuo mesmo, com outras camisas do mesmo tipo. Se não sentir tanta firmeza, pode até embalar uma a uma com saco plástico antes de botar nesse saco de vácuo.

Alvaro Sampaio

Administrador de 30 anos, torcedor do Coritiba. É proprietário da loja/brechó Camisa Futebol Clube, e está sempre vendendo, comprando e trocando camisas. Mora em Curitiba, “onde é frio em boa parte do ano, mas no verão é surpreendentemente quente também”.

Álvaro Sampaio é um dos donos da loja Camisa Futebol Clube (Foto: Verminosos por Futebol)
Álvaro Sampaio é um dos donos da loja Camisa Futebol Clube (Foto: Verminosos por Futebol)

Verminosos por FutebolO que é o básico a ser feito para proteger as camisas do mofo?
Alvaro – Guardar as camisas em local não muito úmido é o mais importante.

VerminososOs cuidados são diferentes em tempo frio ou quente, seco ou úmido?
Alvaro – Minhas camisas sempre ficaram aqui na cidade, mas pessoas que moram na praia já me contaram que é mais difícil lidar com a umidade.

VerminososDepois que usar a camisa, pode guardar em seguida ou tem que lavar?
Alvaro – O problema é usar as camisas e pegar cheiro, visto que nos locais frios as pessoas acabam suando menos, então mancha menos de suor também. O ideal é lavar a camisa após usar, porque além de pegar cheiro pode passar pras outras camisas, especialmente em locais muito fechados. Isso que falo não é ciência, são apenas coisas que acho certas.

VerminososO ideal é guardar as camisas em cruzeta/cabide ou dobradas?
Alvaro – Não existe formula ideal. Cabides tendem a esticar as camisas; plásticos não deixam a camisa respirar e fazem mofar; e guardar dobrado geralmente estraga aplicação de borracha ou plástico tipo número ou patrocínio, correndo o risco de rachar ou grudar. No final, cada um tem um jeito, e eu mesmo guardo camisas diferentes de formas diferentes.

Arilde Júnior

Engenheiro de 40 anos, torcedor do Bahia. Coleciona desde 2005, tem cerca de 650 camisas. Mora em Salvador, “onde é verão praticamente o ano todo, com temperatura média elevada e chuvas aleatórias ao longo do ano e com mais frequência entre março e maio”.

Arilde Júnior usar uma cama-baú para guardar parte da coleção (Foto: Acervo pessoal)
Arilde Júnior usar uma cama-baú para guardar parte da coleção (Foto: Acervo pessoal)

Verminosos por FutebolO que é o básico a ser feito para proteger as camisas do mofo?
Arilde – O básico pra se evitar mofo é manter as camisas em lugares secos e protegidos. O mofo na verdade é uma colônia de fungos (que são seres vivos) que se desenvolvem em condições específicas de umidade e temperatura. Se de alguma forma conseguir eliminar ao menos uma dessas condições ideais, você não terá mofo.

VerminososOs cuidados são diferentes em tempo frio ou quente, seco ou úmido?
Arilde – Como eu não tenho nem nunca tive esse problema, nunca precisei lidar com isso. Imagino que quem more em locais mais quentes e úmidos (região Norte, por exemplo) deve ter mais incidência do que quem mora no Centro-Oeste, que é seco. Mas, apesar dos climas diferentes, os cuidados devem ser os mesmos.

VerminososDepois que usar a camisa, pode guardar em seguida ou tem que lavar?
Arilde – São poucas as camisas da coleção que eu uso no dia a dia. Em geral, se ela estiver limpa e eu usá-la por pouco tempo, não tiver sujado ela e nem suado, eu posso guardar após esse primeiro uso sem lavar. Pra mim, que moro em região quente e transpiro bastante, eu lavo com bastante frequência por causa principalmente do odor de suor que fica na camisa (camisa de futebol é muito legal pra usar, mas ela “fede” fácil… hehe). Se eu tirar a camisa após o uso e o cheiro já não estiver muito legal, eu coloco pra lavar. No máximo dois usos por lavagem. Porém, se eu lavar muito, pode acontecer de começar a estragar os transfers e os apliques termocolantes, então uma camisa minha tem uma “vida útil” não muito longa. Uso por alguns meses e depois guardo-a em definitivo.

VerminososO ideal é guardar as camisas em cruzeta/cabide ou dobradas?
Arilde – Eu guardo dobradas, sempre. As que estão para uso ficam na gaveta do guarda-roupas, para sair, ir num shopping, ir trabalhar, passear, ir ao estádio, etc. As que já não uso mais eu dobro e coloco dentro de sacos plásticos padronizados. Fecho com uma fita adesiva, “aperto” pra extrair o ar e guardo as camisas. Eu guardo-as debaixo da cama, numa cama box com uma espécie de baú, então as camisas ficam protegidas da umidade e da luz. Não gosto de usar cabides, pois depois de um certo tempo as mangas ficam com as marcas do cabide, e essas marcas ficam encardidas (vá numa loja do tipo Centauro e veja as camisas mais antigas que estão nos cabides há muito tempo). Eu, particularmente, abomino cabides.

Você coleciona camisas?

> Confira nossa matéria em que avaliamos o processo de compra do Classic Football Shirts, o maior brechó de camisas de futebol do mundo, da Inglaterra. Compramos, por R$ 415, camisas do St. Pauli (2014/15), do Santa Claus (2010/11) e do Africa Unity (2010), e um casaco do New York Cosmos (2011/12). Boa dica!


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: