Verminosos por futebol




Papo sério

St. Pauli Brasil busca virar fã-clube oficial

Quando conheceu um rapaz alemão tempos atrás, essa não foi a única paixão à primeira vista para Luciana Leal. O […]

Luciana Leal, de São Paulo, criou em 2009 a St. Pauli Brasil, grupo reconhecido pelo clube alemão (Foto: Acervo pessoal)
Luciana Leal fundou em 2009 a St. Pauli Brasil, reconhecida na Alemanha (Foto: Acervo pessoal)

Quando conheceu um rapaz alemão tempos atrás, essa não foi a única paixão à primeira vista para Luciana Leal. O contato com o clube de coração dele tornou a paulista uma torcedora ferrenha do St. Pauli, da 2ª divisão da Alemanha. Hoje o casal já não está mais junto. Mas a relação com o time ficou. E a garota idealizou a St. Pauli Brasil, torcida que busca se tornar fã-clube oficial no país.

Fundado em janeiro de 2009, o grupo mantém um blog e perfis no Facebook e no Twitter. Com o tempo, a torcida criada pela designer conquistou seguidores pelo país e o reconhecimento do time. “Fui entrevistada para uma exposição no Museu do St. Pauli que reuniu fãs fora da Alemanha. Então digo que estou em Hamburgo, sem nunca ter estado lá”, gaba-se Luciana, de 36 anos.

O St. Pauli, de Hamburgo, virou um fenômeno cult ao adotar políticas esquerdistas, expulsando torcedores de extrema-direita e neonazistas e incorporando minorias às arquibancadas (Foto: Divulgação)
O St. Pauli, de Hamburgo, virou um fenômeno cult ao adotar políticas esquerdistas na década de 1980, expulsando torcedores de extrema-direita e neonazistas e incorporando minorias às arquibancadas (Foto: Divulgação)

Fenômeno cult, o St. Pauli conquistou uma legião de simpatizantes ao adotar políticas esquerdistas no início da década de 1980. Torcedores de extrema-direita e neonazistas foram expulsos da arquibancada. E gays, negros e imigrantes, marginalizados, foram abraçados pela torcida. Quando o time entra em campo, bandeiras com a caveira pirata são balançadas ao som de Hells Bells, da banda de rock AC/DC.

Toda essa atmosfera atraiu Luciana, mesmo sem nunca ter visitado a Alemanha. “Quanto mais você conhece a história do St. Pauli, impossível não se apaixonar. Fiz muitos amigos ao redor do mundo”, conta Luciana, também torcedora do São Paulo.

Quanto mais você conhece a história do St. Pauli, impossível não se apaixonar”.
Luciana Leal, designer.

Porém, não é fácil acompanhar do Brasil um time que só disputou a 1ª divisão alemã duas vezes neste século, nas temporadas 2001/02 e 2010/11. “Como o St. Pauli dificilmente sai da 2ª, só podemos ver pela internet”, lamenta. Por isso, Luciana acredita que o clube nunca terá uma grande torcida no Brasil. “O brasileiro gosta do futebol rico, estrelado e que brilha na TV”.

Durante a Copa do Mundo, integrantes da St. Pauli Brasil tiveram contato com alemães de Hamburgo, que vieram ao país com um grupo que contou com o ex-jogador Marcel Eger. Com a proposta de mostrar o futebol fora dos holofotes, eles visitaram projetos sociais de Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco e Rio Grande do Norte, os três primeiros onde a seleção da Alemanha passou.

> LEIA TAMBÉM

Luciana Leal, fundadora de blog sobre o clube, ao lado de outros fãs do St. Pauli no Brasil (Foto: Acervo pessoal)
Luciana Leal, fundadora do blog, ao lado de outros fãs do St. Pauli no Brasil (Foto: Acervo pessoal)

Como o St. Pauli dificilmente sai da 2ª divisão, só podemos ver pela internet”.

Por ironia, o ex-namorado de Luciana virou a casaca. Hoje, é mais fã do Union Berlin, também com tradição rebelde. Enquanto isso, a designer segue firme na paixão. “Quando falo para as pessoas que torço para um time da 2ª divisão alemã, ainda rola um estranhamento. Mas depois que conto um pouco da história, acham o máximo”, relata. Como diz o slogan de um gigante acolá, o St. Pauli é mais que um clube.

St-Pauli-Brasil (2)
Torcida St. Pauli Brasil
fcstpaulibrasil.blogspot.com.br
www.facebook.com/FcStPauliBrasil
www.twitter.com/fcstpaulibrasil

St-Pauli-Brasil (1)Perfil do clube:

Nome: Fußball-Club Sankt Pauli von 1910.
Fundação: 15/5/1910.
Estádio: Millerntor-Stadion (23 mil lugares), em Hamburgo.
Título: Regionalliga Nord 2006/07, liga regional da 3ª divisão.
Site: fcstpauli.com

Veja o estádio do St. Pauli ao som de Hells Bells:

Clique no link e leia também:

Museu-tera-reliquias-do-futebol-alemao
www.verminososporfutebol.com.br/dica-cultural/museu-reunira-reliquias-do-futebol-alemao


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: