Verminosos por futebol




Turismo

Socióloga mantém perfil de Instagram que registra estádios pequenos de Portugal

Marta Lima comanda o Futebol de Tostões, que passeia por campos distantes dos holofotes

A socióloga já fotografou 200 campos de 50 cidades (Foto: Marta Lima/Futebol de Tostões)
A socióloga já fotografou 200 campos de 50 cidades (Foto: Marta Lima/Futebol de Tostões)

Um futebol fora dos holofotes. É o foco do Futebol de Tostões, um perfil de Instagram que registra estádios pequenos de Portugal. Com um olhar bem particular, a socióloga portuguesa Marta Lima joga luz sobre campos e clubes distantes da elite nacional.

Em um ano, o projeto já passeou por cerca de 200 campos, em mais de 50 cidades. “O objetivo é dar visibilidade a equipes dos escalões mais baixos do futebol português, que têm orçamentos limitados e escapam da cobertura da mídia”, destaca Marta, de 32 anos.

A socióloga mora no Porto, no norte de Portugal. Nos momentos livres, parte de carro por rodovias em busca de placas que apontem a direção de campos. “Quando vou a locais mais longe, faço um planejamento prévio”, explica.

Normalmente, os estádios fotografados pertencem a associações distritais ou a clubes amadores. “Esses estádios representam melhor a essência do futebol. São equipes que estão completamente à margem da indústria que se tornou o futebol”, reflete.

“O objetivo é dar visibilidade a equipes dos escalões mais baixos do futebol português”. (Marta Lima)

Veja fotos de bilheterias:

  • As bilheterias preservam um jeitão das antigas (Foto: Marta Lima/Futebol de Tostões)
  • As bilheterias preservam um jeitão das antigas (Foto: Marta Lima/Futebol de Tostões)
  • As bilheterias preservam um jeitão das antigas (Foto: Marta Lima/Futebol de Tostões)

Pirâmide portuguesa

Portugal, país com território e população equivalentes a do estado de Pernambuco, possui sete divisões em seu futebol. São três nacionais, com 18 times na primeira e 20 na segunda, que disputam ainda a Taça da Liga e a Taça de Portugal.

No terceiro degrau está o Campeonato de Portugal, composto por 80 clubes divididos em cinco chaves de 16 cada. Abaixo, estão os torneios das 22 associações distritais, cada um com até quatro divisões. Suas equipes disputam ainda taças regionais ou distritais.

“Esses estádios representam melhor a essência do futebol”. (Marta Lima)

É esse patamar mais baixo que interessa a Marta, que se apaixonou por futebol graças ao pai. “Desde criança que eu o acompanhava nos estádios e nos jogos pela televisão”, relembra a torcedora do Benfica. Hoje, volta e meia ela se identifica com gente de histórias parecidas.

“Certa vez, comecei a conversar com uma senhora na entrada do bar do clube, até que percebi que ela era a presidente. Acabamos por trocar uma série de ideias sobre futebol e sobre a influência que os nossos pais tiveram no nosso gosto pela modalidade”, resgata.

Marta Lima herdou a paixão por futebol do pai (Foto: Marta Lima/Futebol de Tostões)
Marta Lima herdou a paixão por futebol do pai (Foto: Marta Lima/Futebol de Tostões)

Turismo de estádios

Marta não costuma contactar as diretorias de clubes antes dos passeios. Por isso, há uma certa curiosidade quando as pessoas a veem fotografando campos. “Mas sempre fui bem recebida”, conta a portuguesa, que nunca cruzou com alguém também em visita aos locais.

E quais os estádios mais charmosos entre os fotografados? A pedido do Verminosos por Futebol, Marta lista cinco deles. Confira abaixo:

– Grupo Desportivo Castelense, em Viana do Castelo;

– Centro Recreativo Popular de Barrosas, em Felgueiras;

Neves Futebol Clube, em Viana do Castelo;

– Futebol Clube da Madalena, no Pico;

– Sporting Clube de Fermentelos, em Águeda;

Veja alguns dos campos preferidos:

  • Centro Recreativo Popular de Barrosas, em Felgueiras (Foto: Marta Lima/Futebol de Tostões)
  • Neves Futebol Clube, em Viana do Castelo (Foto: Marta Lima/Futebol de Tostões)
  • Sporting Clube de Fermentelos, em Águeda (Foto: Marta Lima/Futebol de Tostões)
  • Futebol Clube da Madalena, no Pico (Foto: Marta Lima/Futebol de Tostões)

Próximos passos

O mais distante que o Futebol de Tostões já viajou foi até a cidade de Vieira de Leiria, a 180 km do Porto. “Tenho me concentrado nos estádios do norte do país, onde vivo, e ido a alguns da região central, mas não fotografei qualquer campo do sul”, pontua Marta.

Dessa forma, sua meta é alargar o projeto a todo o país, atingindo todas as associações do futebol nacional. “Pretendo criar um site com informações sobre os clubes e com entrevistas com adeptos, dirigentes e jogadores”, adianta. Histórias não vão faltar.

Serviço:

Futebol de Tostões
instagram.com/futeboldetostoes
futeboldetostoes@gmail.com


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: