https://goo.gl/HjLRc6

Viagem no tempo

10 curiosidades sobre o sessentão Mauro Shampoo

No dia do seu aniversário de 60 anos, saiba mais sobre o "Pior Camisa 10 do Mundo"
Postado por Rafael Luis Azevedo - 20/nov/2016
Mauro Shampoo é o maior ídolo da história do Íbis, o Pior Time do Mundo (Foto: Divulgação)

Mauro Shampoo é o maior ídolo da história do Íbis, o Pior Time do Mundo (Foto: Divulgação)

Se ter um filme sobre si já é privilégio de poucos, dois então… No caso de jogadores de futebol, precisa ser muito craque. Ou muito perna-de-pau. Caso de Mauro Shampoo, maior ídolo da história do Íbis, o Pior Time do Mundo.

Figura querida no folclore do futebol brasileiro, o ex-camisa 10, hoje cabeleireiro no Recife, tem muuuita história para contar. No dia de seu aniversário de 60 anos, o Verminosos por Futebol reúne 10 curiosidades sobre o “pior camisa 10 do mundo”.

1) Da praia para o gramado
Filho de uma família humilde e numerosa, com 13 irmãos, o recifense Mauro Teixeira Thorpe jogava bola na praia de Boa Viagem. Visto por um olheiro, foi levado para o time infantil do Náutico, onde permaneceu por cinco anos, até ser dispensado.

2) Dá-lhe, Vovozinha!
Mauro se profissionalizou pela Associação Atlética das Vovozinhas, que mais tarde mudou de nome para Associação Atlética Santo Amaro. Em 1981, fazendo parte do elenco, o meia foi vice-campeão da 3ª divisão do Campeonato Brasileiro.

3) Pé esquerdo do Íbis
Sem espaço no Santo Amaro, Mauro desceu um degrau em tradição, partindo para o Íbis Sport Club em 1982. A chegada coincidiu com a pior fase na história do time rubro-negro, quando ficou sem vencer entre 1980 e 1984, sequência de 23 partidas.

4) Diferença “monstra”
Mauro defendeu o Íbis até 1990, quando encerrou a carreira, aos 34 anos. Lá, o meia só marcou um único gol, na derrota por 8 a 1 para o Ferroviário do Recife. “Fiz o gol e corri o estádio todo. A arquibancada estava lotada. Lotada de espaço vazio”, costuma dizer.

5) Arte com as mãos
Ao deixar o futebol, Mauro abraçou a carreira de cabeleireiro. Seu salão, todo decorado com adereços do Íbis, é um dos mais conhecidos de Boa Viagem. “Jogador do Íbis, cabeleireiro e homem. Mauro Shampoo às suas ordens”. Assim ele atende ao telefone.

“Jogador do Íbis, cabeleireiro e homem. Mauro Shampoo às suas ordens”.

6) Filho de peixe…
Mauro tem um casal de filhos. Honved Thorpe, o Xampuzinho, chegou a ser jogador do Íbis, também sem sucesso. Apesar da pouca qualidade técnica, não desbancou o status do pai.

7) Reserva na política
Mauro foi candidato a vereador no Recife nas eleições de 2012. Graças à fama, virou suplente.

8) Na tela do cinema
O ídolo do Íbis inspirou dois documentários: “Mauro Shampoo – Jogador, Cabeleireiro e Homem” e “Mauro Shampoo – O pior camisa 10 do mundo”. O primeiro, produzido por Paulo Henrique Fontenelle e Leonardo Cunha Lima, foi eleito o melhor curta do prêmio Cinefoot de 2010.

9) Letra de música
Mauro Shampoo também inspirou uma música, trilha sonora do filme vencedor do Cinefoot: “A Incrível História de Mauro Shampoo”, de Oswaldo Montenegro.

“Essa é a história verdadeira / Lenda urbana brasileira / Viva Mauro Shampoo! / O centroavante glorioso da derrota / Que a tristeza a gente enxota / Como enxota o urubu / É no gol contra que se testa a alegria / Gol de placa é fantasia / Pois baião não é blues…”

10) Maior que craques
O Íbis contou com jogadores que fizeram história no futebol brasileiro, como Vavá e Rildo, com passagens pela seleção brasileira. Mesmo assim, Mauro Shampoo se tornou muito mais celebrado. Porque virou símbolo da ruindade que colou como marca do time para sempre.

Conheça o autor

O jornalista Rafael Luis Azevedo, de 33 anos, é editor do site Verminosos por Futebol desde 2012. Já venceu 21 prêmios de jornalismo, incluindo Esso, Embratel e Petrobras. É também coordenador do portal Tribuna do Ceará, e teve passagens por jornal O Povo, O Povo Online e TVs Jangadeiro/SBT, O Povo/Cultura e Cidade/Record. Já fez reportagens ou produção para as revistas Four Four Two (ING), So Foot (FRA), Courrier International (FRA) e Placar, os sites BBC Brasil, Vice e Agência Pública e as TVs France 2 (FRA) e Fusion (EUA). Cobriu duas Copas do Mundo in loco e foi co-autor de livros sobre o Ceará e o estádio Presidente Vargas.

Compartilhe:

// Categorias

// histórico de publicações

Arquivos

https://goo.gl/HjLRc6




// As mais lidas

Http://www.AUTO-doc.pt

https://goo.gl/HjLRc6