https://goo.gl/HjLRc6

Viagem no tempo

Coreano do Ferroviário jogou duas Copas

O Ferroviário se gaba de ser o maior formador do futebol cearense. Do 3º maior clube de Fortaleza saíram, por exemplo, Mirandinha, Jardel e Iarley. Nele, também passou em início […]
Postado por Rafael Luis Azevedo - 09/maio/2014
Chun-Soo-Lee

O meia-atacante Chun Soo Lee, que disputou as Copas do Mundo de 2002 e 2006 pela seleção da Coreia do Sul, fez estágio no Ferroviário em 1996, durante dois meses (Foto: Divulgação)

O Ferroviário se gaba de ser o maior formador do futebol cearense. Do 3º maior clube de Fortaleza saíram, por exemplo, Mirandinha, Jardel e Iarley. Nele, também passou em início de carreira um jogador menos famoso entre os brasileiros. Mas que, diferentemente desses três, disputou uma Copa do Mundo. Foi o sul-coreano Chun Soo Lee, motivo de orgulho para os torcedores corais.

Titular da seleção da Coreia do Sul nos Mundiais de 2002 e 2006, o meia-atacante treinou no Ferroviário em 1996, durante dois meses. O garoto, mais outro sul-coreano e três japoneses desfrutaram de um estágio no clube. Quem intermediou a viagem dos asiáticos foi o ex-atacante palmeirense Mirandinha, primeiro jogador brasileiro a atuar na elite do futebol inglês.

Chun Soo Lee

Depois que acabou o estágio no Ferroviário, Mirandinha conta que os asiáticos ficaram hospedados alguns dias na casa de sua mãe, em Fortaleza. Na foto, Chun Soo Lee na época em que defendeu o Al Nassr, da Árabia Saudita (Foto: AFP)

Por contrato, o grupo passaria um ano em São João da Boa Vista-SP, num projeto que tinha o Palmeiras como chamariz. Com o rompimento da parceria, os cinco concluíram o estágio no Ferroviário, onde Mirandinha também havia sido ídolo no início de carreira. Todos na faixa de 15 a 17 anos, os atletas pagaram US$ 500 dólares cada para utilizar a estrutura do clube.

Nenhum dos cinco chegou a disputar competições oficiais pelo Ferrão, mas o aprendizado serviu para o futuro. Especialmente para Lee. Depois disso, ele seguiu carreira e se profissionalizou, em 2002. De lá pra cá, jogou por times de seu país, de Japão, Espanha, Holanda e Arábia Saudita. O ápice foi a ida aos Mundiais de 2002, em seu país e no Japão, e de 2006, na Alemanha.

A exposição logo foi notada no outro lado do mundo. “Todos eles eram muito parecidos, mas o Chicão (Francisco Pereira dos Santos, supervisor que morreu em fevereiro) conseguia identificá-los. Em 2002, vendo um jogo na TV, ele percebeu que um daqueles jogadores que treinaram no Ferroviário estava na Copa do Mundo”, relembra Evandro Ferreira Gomes, autor do livro Almanaque do Ferrão.

> LEIA TAMBÉM

Atualmente com 32 anos, Lee não defende mais sua seleção desde 2010. Em 79 jogos, fez 10 gols, um deles na Copa de 2006, contra Togo. “Aqueles meninos evoluíram muito após um ano de trabalho, mas o Tutia, como a gente o chamava, foi mais longe”, descreve Mirandinha. Sua semente foi plantada no futebol brasileiro. Parte dela, mais especificamente, na Barra do Ceará.

Aqueles meninos evoluíram muito após um ano de trabalho, mas o Tutia, como a gente o chamava, foi mais longe”. Mirandinha, hoje embaixador da Copa do Mundo no Ceará.

Perfil:

Nome: Chun Soo Lee
Nascimento: 9/7/1981, em Incheon (Coreia do Sul)
Posição: Meia-atacante
Clubes: Ulsan Hyundai Horangi-COR (2002-03 e 2005-07), Real Sociedad-ESP (2003-05), Numancia-ESP (2004-05), Feyenoord-HOL (2007-09), Suwon Bluewings-COR (2008), Chunnam Dragons-COR (2009), Al Nassr-ARA (2009-10), Omiya Ardija-JAP (2010-11), Incheon United-COR (desde 2013) e seleção da Coreia do Sul (2000-10)

Clique no link e leia também:

Musico-lanca-CD-sobre-o-Ferroviario
www.verminososporfutebol.com.br/papo-serio/musico-lanca-cd-sobre-o-ferroviario

Conheça o autor

Rafael Luis Azevedo

O jornalista Rafael Luis Azevedo, 34 anos, é editor do site Verminosos por Futebol desde 2012. É também coordenador do portal Tribuna do Ceará, e teve passagens por jornal O Povo, O Povo Online e TVs Jangadeiro/SBT, O Povo/Cultura e Cidade/Record. Já fez reportagens para as revistas Four Four Two (ING), So Foot (FRA), Courrier International (FRA) e Placar, os sites BBC Brasil, Vice e Agência Pública e as TVs France 2 (FRA), France 24 (FRA) e Fusion (EUA). Já venceu 21 prêmios de jornalismo, incluindo Esso, Embratel e Petrobras, cobriu duas Copas do Mundo in loco e foi co-autor de livros sobre o Ceará e o estádio Presidente Vargas.

Compartilhe:

// Categorias

// histórico de publicações

Arquivos

https://goo.gl/HjLRc6



// As mais lidas

Http://www.AUTO-doc.pt

https://goo.gl/HjLRc6