Verminosos por futebol

Classic Football Shirts

Viagem no tempo

Há um ano, Chelsea surpreendia Barcelona

Ao olhar o gráfico de estatística acima, é difícil acreditar que o time da direita tenha eliminado o da esquerda nesse jogo. Há um ano, no dia 24 de abril de 2012, o Chelsea empatava fora de casa em 2 a 2 contra o Barcelona, então campeão mundial, e avançava à final da Liga dos […]

Barcelona-Chelsea-Champions-2
As setas azul indicam os passes certos; vermelhas, errados; amarelas, assistências (Fotos: Uefa)

Ao olhar o gráfico de estatística acima, é difícil acreditar que o time da direita tenha eliminado o da esquerda nesse jogo. Há um ano, no dia 24 de abril de 2012, o Chelsea empatava fora de casa em 2 a 2 contra o Barcelona, então campeão mundial, e avançava à final da Liga dos Campeões da Europa. Duelo que entrou para a história do futebol como talvez a maior aula de defesa contra ataque.

Não que o resultado tenha sido uma zebra, como tantas outras já registradas. O inusitado foi que um time decidido a defender tenha conseguido resistir tão bravamente a uma incessante troca de passes do adversário. No total, o Chelsea teve apenas 28% de posse de bola, contra 72% do Barcelona. Um massacre, que porém não resultou em superioridade no placar.

Barcelona-Chelsea-Champions-3
Passes de ataque em longa distância indicam a proposta de contra-ataque do Chelsea. Enquanto isso, o Barcelona não arriscou um único lançamento anterior a linha de meio de campo

O melhor ataque é a defesa ou a melhor defesa é o ataque? Todos os conceitos do futebol se desmancharam naquele dia. Veja o gráfico ao lado, que indica os passes de ataque. Ocupando toda a entrada da área, o Barcelona acertou 380 dos 443 passes, 85% de sucesso. Já o Chelsea apostava nos chutões. Foram 36 passes, menos de 10% do que o adversário. E apenas 13 deles chegaram ao destino.

Sem conseguir atacar, restava ao Chelsea defender. Só assim o time inglês seguraria a vantagem obtida no jogo de ida, em Londres, quando venceu por 1 a 0. Como resumir a partida de volta em um parágrafo? Mais ou menos assim…

Com amplo domínio de campo, o Barcelona chegou ao gol aos 25min, com Busquets. Dois minutos depois, Terry é expulso. Aos 43min, Iniesta amplia. Fatura liquidada? Ainda não, respondeu Ramires com seu belo gol por cobertura, aos 46min. No 2º tempo, o time da casa parte ao ataque, mas perde o equilíbrio quando Messi desperdiça um pênalti. Quem não faz leva, reza o ditado. Em um de tantos chutões, a bola sobra para Fernando Torres, que assegura a classificação, aos 47min.

O parágrafo acima foi a história contada pela maioria dos jornais. A apresentação desses gráficos, que pouco repercutiram na época, seria algo muito mais divertido para o leitor/internauta que já tinha visto tudo na TV.

Clique e confira ficha técnica do jogo:

Barcelona 2×2 Chelsea

Barcelona – Valdés; Piqué (Daniel Alves), Mascherano e Puyol; Busquets, Xavi, Iniesta e Fabregas (Keita); Cuenca (Tello), Messi e Sánchez. Técnico: Josep Guardiola

Chelsea – Cech; Ivanovic, Terry, Cahill (Bosingwa) e Ashley Cole; Obi Mikel, Meireles e Lampard; Ramires, Drogba (Torres) e Mata (Kalou). Técnico: Roberto Di Matteo

Estádio: Camp Nou, em Barcelona
Data: 24/4/2012
Público: 95.845 torcedores
Árbitro: Cüneyt Çakir (Turquia)
Cartões amarelos: Iniesta e Messi; Cech, Ivanovic, Obi Mikel, Ramires e Lampard
Cartão vermelho: Terry
Gols: Busquets (25min 1ºT) e Iniesta (43min 1ºT); Ramires (46min 1ºT) e Fernando Torres (47min 2ºT)

Estatísticas de Barcelona x Chelsea:

Chutes ao gol: 5×3
Chutes pra fora: 12×4
Escanteios: 10×1
Impedimentos: 1×1
Faltas: 8×10
Posse de bola: 72% x 28%

Página de estatísticas do jogo:
www.uefa.com/uefachampionsleague/season=2012/matches/round=2000266/match=2007692/postmatch/statistics/index.html

Melhores momentos de Barcelona 2×2 Chelsea:


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: