Verminosos por futebol




Viagem no tempo

Quais países tiveram mais jogadores entre os 11 melhores das Copas de 1930 a 2014?

Veja a relação de cada Copa do Mundo e o ranking histórico. Sim, o líder é o Brasil

O Brasil já teve 6 dos 11 jogadores em uma Copa, em 1970 (Foto: Fifa.com)
O Brasil já teve 6 dos 11 melhores jogadores de uma Copa, em 1970 (Foto: Fifa.com)

Qual país teve mais jogadores entre os 11 melhores das Copas do Mundo de 1930 a 2014? Acertou quem respondeu Brasil. Se a resposta parece óbvia, surpresa é a vantagem para as demais seleções, como mostra levantamento feito pelo Verminosos por Futebol.

O Brasil já teve 47 jogadores entre os melhores de cada Mundial. Uma média de 2,5 atletas por edição – marca considerável, levando-se em conta que o país não chegou às semifinais em 8 das 19 edições já realizadas.

Quem chegou mais perto foi Alemanha (34 atletas) e Itália (31), com médias pouco superiores a 1,5 por torneio. A seguir, aparecem Argentina (14), França (14), Uruguai (13), Espanha (10) e Inglaterra (10).

Confira abaixo a relação dos 11 destaques de cada Copa, o somatório por país e, ao fim, o ranking histórico de seleções com jogadores entre os melhores (uma lista bem legal, diga-se!). São números que falam muito sobre tradição nos Mundiais.

Veja os 11 melhores de cada Copa do Mundo:


Copa do Mundo de 1930
– Uruguai

Campeão: Uruguai

2-3-5 – Alex Thépot (França); Milutin Ivković (Iugoslávia) e José Nasazzi (Uruguai); José Leandro Andrade (Uruguai), Fausto (Brasil) e Luis Monti (Argentina); Héctor Scarone (Uruguai), Héctor Castro (Uruguai), Guillermo Stábile (Argentina), Pedro Cea (Uruguai) e Manuel Ferreira (Argentina).

Jogadores:
1º Uruguai – 5
2º Argentina – 3
3º Brasil – 1
França – 1
Iugoslávia – 1

> O campeão Uruguai dominou a seleção do campeonato, com quase a metade da equipe.


Copa do Mundo de 1934
– Itália

Campeão: Itália

2-3-5 – Ricardo Zamora (Espanha); Eraldo Monzeglio (Itália) e Jacinto Quincoces (Espanha); Attilio Ferraris (Itália), Luis Monti (Itália) e Stefan Cambal (Checoslováquia); Enrique Guaita (Itália), Giuseppe Meazza (Itália), Edmund Conen (Alemanha), Oldrich Nejedly (Checoslováquia) e Matthias Sindelar (Áustria).

Jogadores:
1º Itália – 5
2º Checoslováquia – 2
Espanha – 2
4º Alemanha – 1
Áustria – 1

> O campeão mais uma vez dominou a seleção do campeonato.


Copa do Mundo de 1938
– França

Campeão: Itália

2-3-5 – Frantisek Plánicka (Checoslováquia); Alfredo Foni (Itália) e Etienne Mattler (França); Domingos da Guia (Brasil), Michele Andreolo (Itália) e Ugo Locatelli (Itália); Gyula Zsengellér (Hungria), Leônidas da Silva (Brasil), Silvio Piola (Itália), Gyorgy Sarosi (Hungria) e Gino Colaussi (Itália).

Jogadores:
1º Itália – 5
2º Brasil – 2
Hungria – 2
4º Checoslováquia – 1
França – 1

> O Brasil parou nas semifinais, mas dois talentos voltaram para casa valorizados.


Copa do Mundo de 1950
– Brasil

Campeão: Uruguai

2-3-5 – Roque Máspoli (Uruguai); Erik Nilsson (Suécia) e José Parra (Espanha); Bauer (Brasil), Obdulio Varela (Uruguai) e Víctor Rodríguez Andrade (Uruguai); Alcides Ghiggia (Uruguai), Zizinho (Brasil), Ademir Menezes (Brasil), Jair Rosa Pinto (Brasil) e Juan Alberto Schiaffino (Uruguai).

Jogadores:
1º Uruguai – 5
2º Brasil – 4
3º Espanha – 1
Suécia – 1

> Uruguai e Brasil reuniram quase todos os melhores jogadores do torneio.


Copa do Mundo de 1954
– Suíça

Campeão: Alemanha

2-3-5 – Gyula Grosics (Hungria); Djalma Santos (Brasil) e Werner Liebrich (Alemanha); Rodriguez Andrade (Uruguai), József Bozsik (Hungria) e Ernst Ocwirk (Áustria); Helmut Rahn (Alemanha), Sándor Kocsis (Hungria), Fritz Walter (Alemanha), Ferenc Puskás (Hungria) e Zoltan Czibor (Hungria).

Jogadores:
1º Hungria – 5
2º Alemanha – 3
3º Áustria – 1
Brasil – 1
Uruguai – 1

> A favorita Hungria não ficou com a taça, mas formou quase a metade da seleção.


Copa do Mundo de 1958
– Suécia

Campeão: Brasil

4-2-4 – Lev Yashin (União Soviética); Nils Liedholm (Suécia), Danny Blanchflower (Irlanda do Norte), Yuri Voinov (União Soviética) e Nilton Santos (Brasil); Zito (Brasil) e Didi (Brasil); Garrincha (Brasil), Just Fontaine (França), Pelé (Brasil) e Lennart Skoglund (Suécia).

Jogadores:
1º Brasil – 5
2º Suécia – 2
União Soviética – 2
4º França – 1
Irlanda do Norte – 1

> Pela primeira vez o Brasil põe o maior número de jogadores na seleção do torneio.


Copa do Mundo de 1962
– Chile

Campeão: Brasil

4-2-4 – Gilmar (Brasil); Djalma Santos (Brasil), Karl-Heinz Schnellinger (Alemanha), Valeriy Varonin (União Soviética) e Ladislav Novak (Checoslováquia); Zito (Brasil) e Josef Masopust (Checoslováquia); Garrincha (Brasil), Vavá (Brasil), Jorge Toro (Chile) e Josip Skoblar (Iugoslávia).

Jogadores:
1º Brasil – 5
2º Checoslováquia – 2
3º Alemanha – 1
Chile – 1
Iugoslávia – 1
União Soviética – 1

> De novo o Brasil é campeão e tem cinco jogadores na seleção do Mundial.


Copa do Mundo de 1966
– Inglaterra

Campeão: Inglaterra

4-3-3 – Gordon Banks (Inglaterra); Horst-Dieter Hottges (Alemanha), Albert Shesterniev (União Soviética), Bobby Moore (Inglaterra) e Silvio Marzolini (Argentina); Franz Beckenbauer (Alemanha), Bobby Charlton (Inglaterra) e Helmut Haller (Alemanha); Alan Ball (Inglaterra), Eusébio (Portugal) e Ferenc Bene (Hungria).

Jogadores:
1º Inglaterra – 4
2º Alemanha – 3
3º Argentina – 1
Hungria – 1
Portugal – 1
União Soviética – 1

> O bicampeão Brasil não colocou nenhum jogador na seleção do campeonato.


Copa do Mundo de 1970
– México

Campeão: Brasil

4-3-3 – Ladislao Mazurkiewicz (Uruguai); Carlos Alberto Torres (Brasil), Pierluigi Cera (Itália), Franz Beckenbauer (Alemanha) e Terry Cooper (Inglaterra); Clodoaldo (Brasil), Gérson (Brasil) e Roberto Rivellino (Brasil); Pelé (Brasil), Gerd Müller (Alemanha) e Jairzinho (Brasil).

Jogadores:
1º Brasil – 6
2º Alemanha – 2
3º Inglaterra – 1
Itália – 1
Uruguai – 1

> Pela primeira vez um país tem seis jogadores na seleção, mérito de um time genial.


Copa do Mundo de 1974
– Alemanha

Campeão: Alemanha

4-3-3 – Sepp Maier (Alemanha); Zé Maria (Brasil), Franz Beckenbauer (Alemanha), Ruud Krol (Holanda) e Paul Breitner (Alemanha); Johan Neeskens (Holanda), Kazimierz Deyna (Polônia) e Johan Cruijff (Holanda); Grzegorz Lato (Polônia), Ralf Edstrom (Suécia) e Rob Rensenbrink (Holanda).

Jogadores:
1º Holanda – 4
2º Alemanha – 3
3º Polônia – 2
4º Brasil – 1
Suécia – 1

> A Holanda não ficou com a taça, mas a seleção da Copa mostrou o impacto de seu futebol.


Copa do Mundo de 1978
– Argentina

Campeão: Argentina

4-3-3 – Ubaldo Fillol (Argentina); Claudio Gentile (Itália), Oscar (Brasil), Daniel Passarella (Argentina) e Ruud Krol (Holanda); Osvaldo Ardiles (Argentina), Marco Tardelli (Itália) e Mario Kempes (Argentina); Heinz Flohe (Alemanha), Paolo Rossi (Itália) e Rob Rensenbrink (Holanda).

Jogadores:
1º Argentina – 4
2º Itália – 3
3º Holanda – 2
4º Alemanha – 1
Brasil – 1

> A Argentina não ganhou só no grito, como aponta a lista dos melhores da Copa.


Copa do Mundo de 1982
– Espanha

Campeão: Itália

4-3-3 – Dino Zoff (Itália); Hans-Peter Briegel (Alemanha), Gaetano Scirea (Itália), Oscar (Brasil) e Manuel Amoros (França); Paulo Roberto Falcão (Brasil), Michel Platini (França) e Zico (Brasil); Zbigniew Boniek (Polônia), Paolo Rossi (Itália) e Karl-Heinz Rummenigge (Alemanha).

Jogadores:
1º Brasil – 3
Itália – 3
3º Alemanha – 2
França – 2
5º Polônia – 1

> O Brasil não confirmou o favoritismo, mas ficou empatado com a campeã Itália em número de jogadores na seleção do torneio.


Copa do Mundo de 1986
– México

Campeão: Argentina

4-3-3 – Carlos (Brasil); Soren Lerby (Dinamarca), Julio Cesar (Brasil), Jose Luis Brown (Argentina) e Manuel Amoros (França); Manuel Negrete (México), Jan Ceulemans (Bélgica) e Diego Maradona (Argentina); Careca (Brasil), Gary Lineker (Inglaterra) e Igor Belanov (União Soviética).

Jogadores:
1º Brasil – 3
2º Argentina – 2
3º Bélgica – 1
Dinamarca – 1
França – 1
Inglaterra – 1
México – 1
União Soviética – 1

> Mais uma vez o time de Telê Santana lidera a seleção da Copa. A lista mostra também como Maradona carregou a Argentina nas costas rumo ao título.


Copa do Mundo de 1990
– Itália

Campeão: Alemanha

4-4-2 – Walter Zenga (Itália); Stephen Tataw (Alemanha), Franco Baresi (Itália), Paolo Maldini (Itália) e Andreas Brehme (Alemanha); Guido Buchwald (Alemanha), Lothar Matthaus (Alemanha), Paul Gascoigne (Inglaterra) e Diego Maradona (Argentina); Salvatore Schillaci (Itália) e Roberto Baggio (Itália).

Jogadores:
1º Itália – 5
2º Alemanha – 4
3º Argentina – 1
Inglaterra – 1

> A Itália parou nas semifinais, mas vários jogadores deixaram sua marca.


Copa do Mundo de 1994
– Estados Unidos

Campeão: Brasil

4-3-3 – Michel Preud’homme (Bélgica); Jorginho (Brasil), Márcio Santos (Brasil), Dunga (Brasil) e Paolo Maldini (Itália); Krasimir Balakov (Bulgária), Gheorghe Hagi (Romênia) e Roberto Baggio (Itália); Tomas Brolin (Suécia), Hristo Stoichkov (Bulgária) e Romário (Brasil).

Jogadores:
1º Brasil – 4
2º Bulgária – 2
Itália – 2
4º Bélgica – 1
Romênia – 1
Suécia – 1

> O Brasil de 1994 não era só Romário, e a seleção da Copa é uma constatação disso.


Copa do Mundo de 1998
– França

Campeão: França

4-4-2 – Fabien Barthez (França); Lilian Thuram (França), Carlos Gamarra (Paraguai), Marcel Desailly (França) e Robert Jarni (Croácia); César Sampaio (Brasil), Rivaldo (Brasil), Jay-Jay Okocha (Nigéria) e Zinedine Zidane (França); Michael Owen (Inglaterra) e Ronaldo (Brasil).

Jogadores:
1º França – 4
2º Brasil – 3
3º Croácia – 1
Inglaterra – 1
Nigéria – 1
Paraguai – 1

> Os finalistas (França e Brasil) dominaram parte da seleção do campeonato.


Copa do Mundo de 2002
– Coreia do Sul e Japão

Campeão: Brasil

4-3-3 – Oliver Kahn (Alemanha); Sol Campbell (Inglaterra), Fernando Hierro (Espanha), Hong Myung-Bo (Coreia do Sul) e Roberto Carlos (Brasil); Michael Ballack (Alemanha), Rivaldo (Brasil) e Ronaldinho (Brasil); El Hadji Diouf (Senegal), Ronaldo (Brasil) e Miroslav Klose (Alemanha).

Jogadores:
1º Brasil – 4
2º Alemanha – 3
3º Coreia do Sul – 1
Espanha – 1
Inglaterra – 1
Senegal – 1

> De novo os finalistas (Brasil e Alemanha) dominaram parte da seleção da Copa.


Copa do Mundo de 2006
– Alemanha

Campeão: Itália

23 jogadores – Gianluigi Buffon (Itália), Jens Lehmann (Alemanha) e Ricardo (Portugal); Roberto Ayala (Argentina), John Terry (Inglaterra), Lilian Thuram (França), Philipp Lahm (Alemanha), Fabio Cannavaro (Itália), Gianluca Zambrotta (Itália) e Ricardo Carvalho (Portugal); Patrick Vieira (França), Zinedine Zidane (França), Michael Ballack (Alemanha), Andrea Pirlo (Itália), Gennaro Gattuso (Itália), Luís Figo (Portugal), Maniche (Portugal) e Zé Roberto (Brasil); Hernán Crespo (Argentina), Thierry Henry (França), Miroslav Klose (Alemanha) e Francesco Totti (Itália) e Luca Toni (Itália).

Jogadores:
1º Itália – 7
2º Alemanha – 4
França – 4
Portugal – 4
5º Argentina – 2
6º Brasil – 1
Inglaterra – 1

> A Fifa não anunciou uma lista de 11 melhores, mas sim 23 jogadores. Mesmo assim, o Brasil, que chegou badalado ao torneio, teve somente um nome. Pouco para quem exibia um “Quadrado Mágico”.


Copa do Mundo de 2010
– África do Sul

Campeão: Espanha

4-4-2 – Iker Casillas (Espanha); Maicon (Brasil), Carles Puyol (Espanha), Sergio Ramos (Espanha) e Philipp Lahm (Alemanha); Bastian Schweinsteiger (Alemanha), Andrés Iniesta (Espanha), Xavi (Espanha) e Wesley Sneijder (Holanda); David Villa (Espanha) e Diego Forlán (Uruguai).

Jogadores:
1º Espanha – 6
2º Alemanha – 2
3º Brasil – 1
Holanda – 1
Uruguai – 1

> A Espanha repetiu o feito do Brasil de 1970 ao escalar 6 dos 11 jogadores na seleção da Copa.


Copa do Mundo de 2014
– Brasil

Campeão: Alemanha

4-4-2 – Manuel Neuer (Alemanha); Stefan de Vrij (Holanda), Mats Hummels (Alemanha), Thiago Silva (Brasil) e Marcos Rojo (Argentina); Oscar (Brasil), Philipp Lahm (Alemanha), Toni Kroos (Alemanha) e James Rodríguez (Colômbia); Arjen Robben (Holanda) e Thomas Müller (Alemanha).

Jogadores:
1º Alemanha – 5
2º Brasil – 2
Holanda – 2
4º Argentina – 1
Colômbia – 1

> A seleção da Fifa, baseada em estatísticas, não trouxe o melhor jogador da Copa, Messi. E aí virou piada.

(*) Fonte das seleções: “O Mundo das Copas”, de Lycio Vellozo Ribas.

Países com mais jogadores entre os 11 melhores de cada Copa do Mundo:

1º Brasil – 47
2º Alemanha – 34
3º Itália – 31
4º Argentina – 14
França – 14
6º Uruguai – 13
7º Espanha – 10
Inglaterra – 10
9º Holanda – 9
10º Hungria – 8
11º Checoslováquia – 5
Portugal – 5
Suécia – 5
14º União Soviética – 4
15º Polônia – 3
16º Áustria – 2
Bélgica – 2
Bulgária – 2
Irlanda do Norte – 2
Iugoslávia – 2
21º Chile – 1
Colômbia – 1
Coreia do Sul – 1
Croácia – 1
Dinamarca – 1
México – 1
Nigéria – 1
Paraguai – 1
Romênia – 1
Senegal – 1

* A Copa do Mundo de 2006 listou 23 jogadores, e não 11.

> Esse post teve patrocínio do Clube da Aposta, uma comunidade brasileira de apostas esportivas online, que ensina os usuários a ganhar dinheiro com base em conhecimentos no futebol. Se você é apostador ou pretende fazer apostas na Copa do Mundo de 2018, vale conferir as dicas dos caras. Eles ensinam como funcionam as apostas esportivas e, para quem deseja se aprofundar, oferecem cursos sobre o tema.


// Categorias

// Histórico de Publicações

// As mais lidas

Quer ser o primeiro a receber nossas novidades por e-mail?

// TV Verminosos

// Instagram

// Tags

Compartilhe: